Terça, 07 de Julho de 2020 09:14
(92) 99183-2565
Política Governo

Heleno diz que jornalistas serão protegidos contra agressões físicas, mas não verbais

Na segunda-feira, após Bolsonaro deixar o Alvorada, um grupo de cerca de 15 pessoas hostilizou os repórteres. "Globo lixo", "mídia lixo" e "vergonha" foram alguns dos xingamentos.

28/05/2020 17h16
134
Por: Jéssyca Seixas Fonte: Extra
Divulgação
Divulgação

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou nesta quinta-feira que a segurança presidencial vai impedir agressões físicas contra jornalistas que trabalham no Palácio da Alvorada, mas que não é possível evitar agressões verbais. Nessa semana, diversos veículos de comunicação, entre eles o Grupo Globo, deixaram de ir ao local, por considerarem que não há garantia de segurança. 

— Eles virem aqui e jogaram coisas em vocês, não vai acontecer. Provocarem confusões que possam gerar agressões físicas, nós não vamos deixar. Vamos proteger a imprensa de qualquer tipo de agressão física. Agressões verbais não tem como impedir. Vão a um jogo de futebol. A torcida do Flamengo xinga a torcida do Fluminense, chama o juiz de filho de tudo. Quem é que vai prender a torcida inteira? — disse Heleno a jornalistas, no próprio Palácio da Alvorada.

Na segunda-feira, após Bolsonaro deixar o Alvorada, um grupo de cerca de 15 pessoas hostilizou os repórteres. "Globo lixo", "mídia lixo" e "vergonha" foram alguns dos xingamentos. A segurança só agiu depois de quase três minutos, dispersando os apoiadores.

O ministro anunciou uma mudança no esquema de segurança: após as falas de Bolsonaro, os jornalistas terão de cinco a sete minutos para deixar o local, antes dos apoiadores. A entrada e a saída são comuns aos dois grupos, o que facilita hostilidades.

— Vocês vão ter um tempo para se retirar daqui, antes que a gente permita a saída dos manifestantes. Vocês vão sair tranquilamente, agora, também não pode levar meia hora e querer ver a confusão — disse o ministro. — Eles (segurança) vão ficar aqui um tempo para que vocês vão para os carros, com as câmeras, e possam se retirar aqui. Somos os maiores interessados que não aconteça nenhum incidente aqui. Não acrescenta nada para nós, para o país, para o nosso aperfeiçoamento do nosso trabalho aqui. Nosso ideia é ajudar vocês e procurar que isso não aconteça.

Heleno afirmou que preferia que os apoiadores só falassem com Bolsonaro, e não com os jornalistas, mas disse que trata-se de liberdade de expressão:

— É bom para nós? Não. Gostaria que (o público) aproveitasse a presença do presidente para dizer uma coisa para ele, não para vocês — afirmou, acrescentando: — Mas alguns são mais exaltados. O que vai se fazer? Aí que está. A liberdade de expressão, ela vale para todo mundo. Isso é liberdade de expressão. Aprovada por nós? Muitas vezes, não. Até nós ficamos chocados com algumas coisas que são ditas. Mas isso faz parte do mundo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 10h12 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 33°

28° Sensação
11 km/h Vento
89% Umidade do ar
80% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (08/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (09/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.