Quarta, 15 de agosto de 2018
(92) 98115-8357
Esportes

08/05/2018 ás 09h52

147

/

Campeonato Brasileiro de Luta Livre em Manaus reúne mais de 800 atletas
O evento, que reuniu mais de 800 atletas, contou com o apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (SEJEL).
Campeonato Brasileiro de Luta Livre em Manaus reúne mais de 800 atletas

A confederação Brasileira de Luta Livre Esportiva (CBLLE) realizou neste domingo (06/05) mais uma edição do Campeonato Brasileiro de Luta Livre (CBLLE) com a coordenação da Federação Amazonense de Submission e Luta Livre (Fasub), na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira), bairro Flores, zona centro-sul. O evento, que reuniu mais de 800 atletas, contou com o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (SEJEL).


Por conta de Manaus ser um berço de revelação de atletas de lutas, a CBLLE decidiu, há seis anos, que o campeonato Brasileiro da Modalidade deveria ser sediado na capital amazonense. Neste domingo, foi a terceira edição em Manaus do Nacional e, além de ter um número expressivo de inscritos, a competição trouxe atletas dos Estados de Santa Catarina, Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo.


A competição foi aberta pelos pequenos lutadores da categoria infantil, que, mesmo com pouca idade, já somam títulos importantes e levam bastante a sério a pratica, como é o caso do Rannyel Izaac da Costa, 7 anos. Ele já foi campeão brasileiro e conseguiu o bicampeonato após, segundo ele, três lutas fáceis. "Eu treino duas horas por dia, não falto a nenhum treino. Gosto muito de submission e já treino há um ano e meio. Estou muito feliz porque é a segunda vez que eu sou campeão brasileiro e as lutas, eu acho que foram fáceis, mas porque estou bem treinado", comentou Rannyel.


No Juvenil, Pedro Flávio Gouveia, 14, teve duas lutas até conseguir se campeão da sua categoria, 14-15 anos até 52 quilos. Mas para ele, já não foi tão fácil. Ele destaca que treina jiu-jitsu há bastante tempo, mas que tem cinco meses de submission . "Fiz duas lutas e os meus adversários eram casca dura, não foi nada fácil, mas estou feliz com essa conquista. Eu comecei treinando Jiu-jitsu, pratica que faço há alguns anos, mas me foquei no submission, há cinco meses, pois é um campeonato brasileiro, tem um reconhecimento maior e é aqui na nossa casa. Gostei bastante e agora estou com este título nacional", disse Pedro.


Segundo o presidente da Fasub, Antônio Aleixo, Manaus é conhecida como a capital da luta exatamente pela pluralidade de lutas aqui desenvolvidas e que chama atenção pelo alto nível, e foi o que se exibiu neste brasileiro. "Não é à toa que Manaus é conhecida como a capital da luta. Somos um celeiro de campeões e foi visto isso aqui no tatame. Atletas de excelente nível, eu diria altíssimo nível. Nossas expectativas foram além do que esperávamos, recorde de público e as lutas em Manaus é isso, sucesso sempre como foi mais esse Campeonato Brasileiro", frisou Antônio.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados