Sexta, 07 de Agosto de 2020 22:18
(92) 99183-2565
Polícia Criminalidade

“A pandemia abriu espaço para os ‘pandemônios’ assaltarem”, diz moradora sobre bairro perigoso

A moradora relatou ainda sobre a estratégia que os criminosos têm para fazer vítimas.

16/07/2020 10h18
158
Por: Jéssyca Seixas Fonte: Portal Tucumã
Divulgação
Divulgação

Tempos atrás os bairros perigosos de Manaus eram facilmente identificados, hoje em dia não há mais tanta dificuldade em chamar um bairro de perigoso. Na tarde desta quarta-feira (15) nossa equipe foi até o bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte da capital conversar com moradores a respeito do perigo na localidade.

A dona de casa Tatiana Pinheiro, de 43 anos, é moradora do bairro há mais de 12 anos. E nesse período ela já viu de tudo um pouco sobre a criminalidade, assaltos em ônibus, lanchonetes, pedestres e até tentativa de sequestros.

“Nós estamos sempre a mercê dos malandros, eu oriento meus filhos para ter cuidado com os caras do ‘passa o celular’. Eu sei que não é só o meu bairro que é assim, toda a cidade está perigosa. Você sai de casa e não sabe se volta e não importa o horário. Na verdade a gente nem pode sair muito de casa por causa da pandemia, e quando sai tem os pandemônios assaltando e assim não dá”, contou Tatiana.

A moradora relatou ainda sobre a estratégia que os criminosos têm para fazer vítimas, eles aproveitam que existe um shopping na localidade, e o fluxo de pessoas passando nas proximidades é grande, então eles usam dessa facilidade para cometer o crime.

“Eu me lembro até hoje de um episódio onde dois homens ficaram na esquina, do outro lado da rua em frente ao shopping, simulando que estavam com a moto no prego, e quando as pessoas se aproximavam eles anunciavam o roubo. Não tinha pra onde correr, é realmente um perigo grande”, completou.

Outro bairro

Já no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul, o clima não é diferente. Nossa equipe esteve na Feira da Panair e conversou com alguns feirantes que contaram que o ambiente é dominado por facções criminosas.

“Eu trabalho aqui há muitos anos e infelizmente o crime faz parte do nosso dia a dia. Todo mundo se conhece, inclusive conhecemos quem é envolvido com coisas que não são boas. Mas nós ficamos na nossa, fingimos que não vimos nada e não falamos nada para proteger a nossa vida, porque assim como eu sei quem é o sujeito, o sujeito também conhece minha rotina e minha família, então não vale a pena arriscar”, contou um feirante que preferiu não se identificar.

Já outro trabalhador do local explicou que a polícia militar faz o trabalho de patrulhamento nos arredores, mas os criminosos são astutos e conseguem driblar os oficiais e permanecem ali despercebidos.

“Em vários pontos desse mercado tem pichações de uma facção, ou seja, eles demarcaram o perímetro, é o local deles. Eles respeitam um pouco o nosso espaço e evitam traficar aqui dentro, mas ainda assim é intimidador. Nós aprendemos que não dá pra combater isso, então aprendemos a conviver com isso”, desabafou o feirante que pediu anonimato.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 23h04 - Fonte: Climatempo
26°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 34°

28° Sensação
4 km/h Vento
79% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (08/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Domingo (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens