Sábado, 24 de Julho de 2021 23:45
(92) 99183-2565
Anúncio
Cidades Manifestação

Torcidas dizem que ato de rua é porque partidos não se manifestam

A manifestação em defesa de democracia e contra o avanço do fascismo no Brasil reuniu pelo menos 5 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (31).

01/06/2020 12h25
184
Por: Jéssyca Seixas Fonte: BNC
Reprodução
Reprodução

Uma manifestação em defesa de democracia e contra o avanço do fascismo no Brasil reuniu pelo menos 5 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (31).

Ao longo do protesto, os manifestantes gritaram palavras de ordem como “chega de sistema opressor” e “periferia não apoia ditadura”.

“Temos visto um movimento crescer no país, encabeçado pelo presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, de uma ameaça de golpe militar”, comentou Chico Malfitani, fundador da Gaviões da Fiel.

“Os partidos não se organizam. Então nós que somos o povo nos organizamos e viemos para a rua”, destacou.

“O Corinthians é o povo. Estamos aqui para representar mais de 70% da população que é contra a ditadura e a favor da democracia”, diz Chico, que organizou o ato e é historicamente envolvida com mobilizações sociais.

Membros de torcidas do Palmeiras e do São Paulo também participaram do ato e levantaram cartazes com dizeres como “pela vida e pela democracia”.

Os organizadores reiteram que a reivindicação era “única” e “imediata”.

“É uma mobilização da sociedade, onde coletivos que têm amor por sociedades esportivas distintas se unem contra o fascismo vigente no país”, disse Rodrigo Cardoso, torcedor do Palmeiras e integrante do Coletivo Antifascista.

“O repúdio ao nazismo e a intolerância conseguiu unir quem nunca havia andado junto antes”, avaliou.

Os casos de violência policial contra a população negra e da periferia estavam entre as motivações das pessoas que foram às ruas.

Os organizadores do ato orientaram que os manifestantes respeitassem as orientações de distanciamento social e usassem máscaras.

Houve tumulto provocado por manifestantes contrários ao ato pela democracia que tentaram se aproximar.

Esses manifestantes defendiam o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

Do Congresso Nacional e faziam ofensas aos profissionais de imprensa.

O ato terminou com repressão da Polícia Militar.

A PM uso bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes pró-democracia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 00h33 - Fonte: Climatempo
24°
Alguma nebulosidade

Mín. 24° Máx. 31°

24° Sensação
2 km/h Vento
94% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (25/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Segunda (26/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.