E-mail

ola@portalholofote.com

WhatsApp

(92) 99183-2565

Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Morte violenta

Corpo de menino foi enterrado no quintal por pai e madrasta, diz SSP-AM

O pai e a madrasta confessaram que agrediram o pequeno Luís Henrique até a morte e depois o enterraram no quintal da casa deles

19/01/2020 18h36
Por: Portal Holofote
Fonte: Em Tempo
5.650
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Ao anunciar o envio de tropas para reforçar a segurança no município de Nova Olinda do Norte, a mando do secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, a SSP-AM revelou que o corpo do pequeno Luís Henrique dos Santos Oliveira, de 3 anos, foi enterrado no quintal da casa do casal suspeito de cometer o crime.

A mãe do menino, identificada como Aliny da Silva Fragata, afirmou em entrevista ao jornal Em Tempo que a criança não estava morando com o pai, e teria sido levada para casa de Robert sem sua autorização, ainda no mês de novembro. Luís teria sido levado pela avó paterna, que passava de férias com o neto.

“Eu não autorizei meu filho a ficar na casa do pai. Principalmente porque a Maria ameaçava a mim e meu filho. Tenho mensagens que ela enviou para o meu celular, ainda em dezembro, onde ela ameaçava o Luís, dizendo que mataria meu filho”, conta a mãe emocionada.

De acordo com o delegado do município, Claudenor Medeiros, as equipes policiais foram acionadas na tarde de sábado (18) por agentes de saúde do município, informando que o filho de Robert estaria desaparecido. Os policiais estiveram em uma visita domiciliar na casa dos dois e acharam estranha a atitude dos deles, que contaram diversas versões sobre o paradeiro da criança.

O pai e a madrasta chegaram a dizer que Luís Henrique não estava na casa porque havia sido levado para um atendimento médico. As equipes policiais iniciaram as diligências e encontraram o corpo do menino enterrado no quintal da casa, situada na estrada do Curupira, quilômetro 11, zona rural daquele município. 

Robert Nascimento Oliveira, 21, e Maria José Bezerra dos Santos, 24, foram presos em flagrante suspeitos dos crimes de homicídio e ocultação de cadáver.

Em depoimento, a dupla admitiu que, após agredir fisicamente a criança, a enterrou no quintal. O crime ocorreu, provavelmente, na última quarta-feira (15). Após os procedimentos na delegacia, Robert e Maria José foram transferidos para unidade prisional em outra cidade. Por questões de segurança, o destino não será informado.