Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Caso de estupro

Neymar: ‘Não houve estupro, Najila pediu tapas e posou para fotos’

Em São Paulo, jogador prestou depoimento sobre as acusações de violentar modelo em quarto de hotel, em Paris

14/06/2019 13h41
Por: Jéssyca Lorena
Fonte: Metrópoles
221
Divulgação
Divulgação

Após depoimento de mais de três horas de duração sobre a acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, o atacante Neymar afirmou que “está tranquilo” e acredita que a verdade vai aparecer. Neymar negou ter feito sexo sem consentimento, confirmou que deu tapas na modelo a pedido dela e disse que Najila ainda posou para a fotografia que o jogador fez de suas nádegas.

“Agradeço o carinho de todos. Estou tranquilo e agradeço as mensagens que recebi até agora. A verdade aparece cedo ou tarde”, disse o atacante em breve entrevista à imprensa, na saída da delegacia, no bairro de Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo.

Foi a primeira vez que o jogador deu uma declaração sobre o caso. Antes, Neymar havia apenas se manifestado pelo Instagram, com a divulgação de conversas e imagens de Najila.

A promotora Flavia Merlini, uma das três especialistas designadas pelo Ministério Público para acompanhar as investigações, disse que o atleta respondeu a todos os esclarecimentos.

Diligências

“A partir de agora, a delegada Juliana (Bussacos) vai tomar outras diligências necessárias até a conclusão do inquérito. Como o inquérito é sigiloso, não podemos divulgar quais serão as outras diligências. Ele respondeu a todas as perguntas de maneira satisfatória. Ele negou o crime”, disse a promotora.

Além de Flavia Merlini, acompanharam o depoimento as promotoras Estefânia Paulin e Kátia Peixoto. Esse é o segundo depoimento de Neymar sobre o caso. O primeiro aconteceu no Rio de Janeiro, no último dia 6, quando o atleta falou na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática por causa do vazamento de imagens íntimas da modelo. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.