Quarta, 16 de janeiro de 2019
(92) 99183-2565
Polícia

11/01/2019 ás 13h04

174

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

'Não queria matá-lo', diz homem que esfaqueou amigo no coração
O crime aconteceu durante uma bebedeira. Os dois brigaram devido ao volume de um som
'Não queria matá-lo', diz homem que esfaqueou amigo no coração
Reprodução

"Ele jogou uma latinha de cerveja em mim. Depois peguei uma faca e desferi, mas sem imaginar que fosse matá-lo. Nós eramos amigos". Foi com esse argumento que o eletricista Joarez Pinheiro de Lima, de 35 anos, conhecido como "Branco", se defendeu após assassinar com uma facada no coração o vizinho dele, o bombeiro hidráulico Ivanilson Gonçalves Juvêncio, de 34 anos. 


Ivanilson foi apresentado na manhã desta sexta-feira (11), no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A prisão ocorreu na especializada na tarde da última  quinta-feira (10), após se apresentar acompanhado de um advogado.


Ele confessou o crime. A ordem judicial foi expedida no dia 10 de dezembro de 2018, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2a. Vara Criminal do Tribunal do Júri. 


De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, o crime ocorreu na madrugada do dia 16 de dezembro do ano passado, por volta de 1h, na casa do eletricista, localizado na rua Alameda Rio Branco, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. 


"O crime foi banal. Ivanilson e Joarez estavam consumindo bebidas alcoólicas quando iniciaram uma discussão e por conta do volume da música que tocava na casa do eletricista. Joarez reclamou e depois foi esfaqueado no coração por Joarez", explicou a autoridade policial. 


A esposa Rute Nascimento de Oliveira, de 33 anos, disse que estava dentro de casa com os pais, quando ouviu a confusão entre o esposo e Joarez. 


"O meu marido entrou em casa, mas depois retornou para a residência do Joarez, onde acabou levando uma facada. Ele afirmou nos meus braços que tinha sido esfaqueado pelo Joarez. Eu só quero justiça e espero que o juiz não solte esse homem que tirou o pai dos meus quatro filhos, que até hoje perguntam se o pai vai voltar", declarou a viúva. 


'Era meu amigo'


Durante a coletiva, o eletricista Joarez declarou que considerava Ivanilson como amigo, que eles se conheciam há oito anos. Joares se defendeu e afirmou que não teve a intenção de matar o amigo. 


"Eu não tive a intenção de matar o meu amigo. Ele jogou uma latinha em mim depois que neguei colocar o volume no aparelho de som. Ele me xingou e me deu um soco. Aí peguei uma faca no sofá para me defender. Estou arrependido ", disse Joarez.


Após o crime, Ivanilson foi socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Joarez responderá por homicídio qualificado e ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174.

FONTE: Em Tempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados