Sexta, 19 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Entretenimento

02/10/2018 ás 15h51

211

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Noivo leva #EleNão ao altar em casamento no Rio de Janeiro
Ao ajoelhar ao lado da noiva, para receber as bênçãos do padre, ele mostrou a mensagem #EleNão, colada às solas do sapato
Noivo leva #EleNão ao altar em casamento no Rio de Janeiro
Reprodução/Facebook

Quando percebeu que o dia do casamento coincidiria com as manifestações contra Jair Bolsonaro, que aconteceram em mais de 140 cidades pelo Brasil e no mundo no sábado (29), um noivo decidiu protestar de cima do altar. 


Ao ajoelhar ao lado da noiva, para receber as bênçãos do padre, ele mostrou a mensagem #EleNão, colada às solas do sapato. Veja a foto inusitada abaixo, que viralizou no Facebook.


Não pude ir à passeata da Cinelândia porque estava trabalhando num casamento.Que grata surpresa foi perceber que o noivo, ao ajoelhar, me representou tão bem!#EleNão


Posted by Ana Carolina Richard Fernandeson Saturday, September 29, 2018


O ato “Mulheres Contra Bolsonaro” aconteceu neste sábado (29) em várias cidades brasileiras durante o dia. O evento, protagonizado pelas mulheres, foi o maior dessas eleições no país. A dispersão começou por volta das 21h, após pós cerca de 8h de manifestação.


O assunto também teve força nas redes sociais. No fim da tarde, mais de 60 cidades registraram atos contra o candidato e em ao menos 27 os atos foram também favoráveis.


Em Manaus, aos gritos de ‘Ele Não’, o evento contou com milhares de pessoas que não foram contabilizadas pela Polícia Militar presente. No palco, mulheres mostravam cartazes com as falas do presidenciável Jair Bolsonaro, como ‘Só não te estupro porque você não merece’, ‘Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí’, ‘O erro da ditadura foi torturar e não matar!’, que foram recebidas com vaias pelo público, que em maioria eram mulheres e LGBT. O evento foi encerrado ao som de Maracatu. 


Em São Paulo, no Largo da Batata, 500 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores. A polícia não costuma estimar público presente em manifestações assim. Elas marcharam para a Avenida Paulista, onde chegaram por volta das 19h30. Lá, a cantora Elza Soares se se apresentou. Uma das organizadoras teve seu celular hackeado no dia anterior ao evento.

FONTE: Amazonas1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados