Quarta, 20 de novembro de 2018
(92) 99183-2565
Entretenimento

13/09/2018 ás 18h11

811

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Australiana perde todos os dedos do pé após pegar infecção em spa de 'peixe-pedicure'
Mulher foi infectada por bactéria que "come ossos"depois de fazer pedicure com peixes de água doce se alimentam de pele morta
Australiana perde todos os dedos do pé após pegar infecção em spa de 'peixe-pedicure'
Reprodução

Uma gerente de imóveis alega que precisou ter os cinco dedos do pé direito amputados depois de pegar uma bactéria que come ossos em um spa de "peixes-pedicure" na Tailândia. Victoria Curthoys, de Perth, na Austrália, já teve metade de um dedo decepado depois de pegar uma infecção há mais de uma década.


Os cirurgiões amputaram seus outros dedos do pé depois que ela, sem saber, pegou uma bactéria chamada shewanella em salão de beleza tailandês em 2010, onde peixes de água doce se alimentam de pele morta.


Médicos na Austrália levaram dois anos para diagnosticá-la, o que a deixou lutando contra febres recorrentes e doenças. A bactéria que é transmitida pela água apodreceu o que restava de seu dedão do pé, forçando médicos a amputá-lo em 2012.


No entanto, a pressão de andar sobre os dedos menores deixou Curthoys com úlceras nos dedos menores, o que abriu caminho para novas infecções. Consequentemente, todos os dedos tiveram de ser amputados nos cinco anos seguintes. 


Falando sobre o caso, a garota de 29 anos disse ao jornal Daily Mail: 'Quando eu estava na Tailândia, decidi visitar um spa para peixes. Observei que o proprietário instalou o sistema e parecia muito limpo, mas como eu estava errada".


Curthoys revelou que havia perdio metade do seu dedão do pé quando ela tinha apenas 17 anos, quando ela acidentalmente pisou num caco de vidro. A infecção que ela pegou na Austrália não lhe causou nenhuma dor, e ela só percebeu o problema quando já era tarde demais e a infecção havia atingido seus ossos. 


Os médicos foram obrigados a amputar metade do dedão de Victoria. O restante foi removido em 2012 - dois anos depois de sua viagem à Tailândia. "Eu acabei ficando com outra infecção óssea no meu dedão do pé e os médicos levaram mais de um ano para descobrir que tipo de bactéria eu tinha. Quando eles perceberam o que era, todo o meu dedo do pé tinha sido comido e eu estava sofrendo de doença o tempo todo", contou ela.


"Eles finalmente decidiram tirar o dedão do pé completamente. Senti-me aliviada por poder voltar à minha vida sem estar doente o tempo todo". Mas um ano andando sem seu dedão do pé para apoiar causou outros problemas sérios. 


"Fiquei com um calo grosso por cima do corte, mas não sabia que, por baixo, havia outra infecção violenta. Desta vez, os médicos amputaram o segundo dedo e me deixaram com três dedos", continuou Victoria. “Eu fiquei saudável por mais dois anos, achei que tive muita sorte de ainda ter meu pé e continuar com minha vida. Mas então comecei a ficar doente de novo". 


Ela disse ao jornal que vomitava todas as manhãs tinha febre constantemente - mas os médicos não encontravam sinais de infecção. "Eles começaram a dizer que era tudo coisa da minha cabeça", lembrou.


"Apenas quando meu podólogo solicitou amostras de sangue, eles perceberam que eu tinha de fato outra infecção óssea e eu tinha uma contagem muito alta de glóbulos brancos. Era por isso que me sentia tão mal". Cirurgiões amputaram seu terceiro e quarto dedos em novembro de 2016, mas deixaram o dedinho do pé.


"Como o dedo mindinho dopé era o único que restava, eu ficava batendo-o e quando andava, toda pressão ia sobre ele. No ano passado, notei que meu dedinho não parecia muito feliz e havia algum líquido na minha meia, mas não vi nenhum corte", falou. "Depois de algumas amostras de sangue e mais raios X, eles descobriram outra infecção óssea, então finalmente cortaram o último dedo em novembro de 2017.


Depois de anos escondendo os pés, hoje Vctoria não tem medo de mostrá-los e tem até uma conta no Instagram batizada de "terrivelmente sem dedos", onde publica fotos dos pés. 

FONTE: Marie Claire

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados