Quarta, 12 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Educação

07/09/2018 ás 10h16 - atualizada em 07/09/2018 ás 11h16

1.500

Portal Holofote

Manaus / AM

Deputado Gedeão Amorim destaca pagamento do Fundeb aos professores
Conforme informações do Tesouro Nacional, o Amazonas recebeu, neste ano, R$ 1,2 bilhão do Fundeb.
Deputado Gedeão Amorim destaca pagamento do Fundeb aos professores
Arquivo/Internet

O deputado federal Gedeão Amorim (MDB) destacou a decisão do governo do Amazonas em liberar o abono proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação  (Fundeb) aos profissionais da Educação da rede estadual de ensino, mediante autorização da Justiça Eleitoral.


Em recentes reuniões com o governador Amazonino Mendes (PDT), o parlamentar afirma ter repassado esta importante reinvindicação dos professores. “Existe uma soma de recursos a serem distribuídos, mas nesse período eleitoral tudo precisa autorizado pelo poder judiciário e espero que a Justiça entenda que esse benefício é estabelecido por lei e de direito dos servidores”, ponderou Gedeão.


O governo do Estado entrou com uma consulta no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para saber se pode usar o dinheiro para pagar o abono aos professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), antes das eleições do dia 7 de outubro. “Nesse sentido, se a consulta for favorável, o pagamento deve ser feito nos próximos dias. Caso contrário, logo depois das eleições ele será efetivado”, alega o deputado.


Conforme informações do Tesouro Nacional, o Amazonas recebeu, neste ano, R$ 1,2 bilhão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), dos quais, R$ 86 milhões serão distribuídos para os 31 mil professores da pasta.


Abono


Cada um dos educadores que cumprem 40 horas de jornada semanais deverá receber R$ 5,5 mil. Os que cumprem 20 horas recebem a metade, e os que têm jornada de 60 horas, o triplo.


O valor sairá na mesma época em que os professores do Estado receberão a segunda parcela do reajuste, concedido em março pelo Estado, que corresponde a 8,25%, a serem incorporados ao contracheque. O cumprimento da data-base resultou em um aumento de 27,02%, dividido em três parcelas, sendo a primeira concedida há quase seis meses.

FONTE: Assessoria de Imprensa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados