domingo, 21 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Educação

03/09/2018 ás 17h18

117

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Amazonas tem queda no Ideb, aponta Ministério da Educação
O índice avançou 0,1 ponto, após ficar estagnado por três divulgações seguidas, chegando a 3,8
Amazonas tem queda no Ideb, aponta Ministério da Educação
Reprodução

O Amazonas está entre os cinco estados que registraram queda no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) entre 2015 e 2017, de acordo com os dados divulgados, nesta segunda-feira, 3, pelo Ministério da Educação (MEC).


No ensino médio, etapa mais crítica, Amazonas, Roraima, Amapá, Bahia e Rio de Janeiro, tiveram a redução no valor do Ideb, não alcançando o índice esperado, de 4,7, para o ensino médio. O índice avançou 0,1 ponto, após ficar estagnado por três divulgações seguidas, chegando a 3,8.


)Nos anos iniciais do ensino fundamental, apenas os estados do Amapá, Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul não alcançaram as metas para 2017. Oito unidades federativas alcançaram Ideb igual ou maior que 6: Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Ceará, Paraná, Santa Catarina, Goiás e Distrito Federal. Na etapa, a maior diferença positiva em relação à meta ocorreu no Ceará que, com um Ideb 6,2, superou a meta 4,8 para o estado em 1,4 ponto.


Nos anos finais do ensino fundamental, sete estados alcançaram ou superaram a meta proposta para 2017: Rondônia, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso e Goiás. A situação melhorou em relação a 2015, quando cinco estados alcançaram a meta. No ano passado, Alagoas e Rondônia somaram-se à lista. Minas Gerais foi o único estado que teve queda do Ideb na etapa de ensino em 2017.


O MEC ressaltou que será necessário “indispensável apoio e colaboração dos níveis mais elevados de gestão nos municípios, nos estados e no Ministério da Educação, para que o desempenho dos estudantes brasileiros possa seguir uma trajetória de melhoria”.


o Ideb é o principal indicador de qualidade da educação brasileira. O índice avalia o ensino fundamental e médio no país, com base em dados sobre aprovação nas escolas e desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O resultado do Saeb foi divulgado na semana passada pelo MEC.


Desde a criação do indicador, em 2007, foram estabelecidas diferentes metas (nacional, estadual, municipal e por escola) que devem ser atingidas a cada dois anos, quando o Ideb é calculado. O índice vai de 0 a 10. A meta para o Brasil é alcançar a média 6 até 2021, patamar educacional correspondente ao de países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

FONTE: Amazonas1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados