Segunda, 15 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Política

06/08/2018 ás 15h13

159

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Guilherme Boulos, do PSOL, é o primeiro a registrar no TSE candidatura à Presidência
Prazo para registro de candidaturas na Justiça Eleitoral se encerra em 15 de agosto
Guilherme Boulos, do PSOL, é o primeiro a registrar no TSE candidatura à Presidência
Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu nesta segunda-feira (6) o primeiro registro de candidatura à Presidência da República, do candidato Guilherme Boulos, do PSOL.


Coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Boulos disputará a Presidência pela primeira vez. Ele foi escolhido por aclamação durante convenção nacional do PSOL realizada em São Paulo no dia 21 de julho.


Boulos se filiou em março ao PSOL. No mesmo mês, foi lançado como pré-candidato do partido ao Palácio do Planalto após receber maioria dos votos em disputa com outros três nomes da legenda.


Antes de se tornar líder do MTST, Boulos foi militante estudantil na União da Juventude Comunista e se formou em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP).


No registro de candidatura nesta segunda-feira, Boulos apresentou à Justiça Eleitoral o programa de governo. Ele informou ao tribunal ter patrimônio avaliado em R$ 15,4 mil de um veículo.


A chapa de Boulos terá como candidata a vice-presidente a ativista indígena Sônia Guajajara, também do PSOL. A candidatura de Boulos teve apoio de setores sociais, como os sem-teto, e os movimentos LGBTI, feminista, negro, entre outros.


Registro


O prazo para realização das convenções e definição das candidaturas para as eleições de outubro se encerrou neste domingo (5). Os partidos têm até dia 15 de agosto para registrar as candidaturas.


A resolução que regulamenta as eleições deste ano prevê que o Tribunal Superior Eleitoral comece a julgar os pedidos de candidaturas presidenciais até 17 de setembro.


Presidente eleita do TSE, a ministra Rosa Weber será a relatora do pedido de candidatura do presidenciável do PSOL. A magistrada assumirá o comando do TSE a partir de 14 de agosto.

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados