Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Internet

Facebook cria iniciativa para identificar notícias verdadeiras na internet

03/04/2017 17h26
Por: Portal Holofote
Fonte: Tecmundo
13.710
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

 

Facebook está empenhado em estimular a distribuição de notícias verdadeiras pela internet. Com a enxurrada de boatos e falsas informações, a rede de Zuckerberg criou o “News Integrity Initiative”, uma iniciativa global idealizada para ajudar as pessoas a terem um melhor discernimento sobre o que leem e compartilham.

Isso pode ser uma atitude interessante, visto que, segundo pesquisas do Instituto Reuters, cerca de 51% das pessoas usam as redes sociais semanalmente como fontes de notícias e 12% dizem que elas são os principais meios de informação. O estudo foi realizado com mais de 50 mil leitores em 26 países.

A missão é aumentar a confiança no jornalismo em todo o mundo e estimular a qualidade de conversações de interesse público. A iniciativa vai financiar pesquisa e projetos, além de promover encontros com especialistas da indústria.

A News Integrity Initiative será administrada pela Escola de Jornalismo da The City University of New York (CUNY), com supervisão do Tow-Knight Center for Entrepreneurial Journalism, dirigido pelo professor Jeff Jarvis. A Escola de Jornalismo coordenará as atividades do programa, incluindo pesquisa, projetos especiais e eventos.

Entre os fundadores e integrantes iniciais estão a Arizona State University (EUA), o fundador do Wikipedia, Jimmy Wales, a Divisão de Liberdade de Expressão e Desenvolvimento da Mídia da UNESCO, a International Center for Journalists (EUA), AppNexus, Mozilla, Betaworks, entre outras.

Problema rotineiro

O Brasil tem um problema sério com divulgação de notícias falsas. A grávida de Taubaté ou os falsos relatórios de políticos nomeados na Lava Jato são grandes exemplos. O mensageiro Flock já lançou seu “Detector de Notícias Falsas”, no qual os usuários podem identificar informações equivocadas antes de compartilhar.

Iniciativas como essas podem salvar nosso feed nas redes sociais e também evitar a distribuição de factoides, criados a fim de mudar a opinião pública. A rede social já trabalha com o projeto “Facebook para Jornalismo”, que mostra que a empresa está reunindo esforços para manter a qualidade nas informações distribuídas pela internet.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.