Publicidade

Parintins 2024: Boi Caprichoso abre primeira noite e empolga o público

Touro Negro apresentou o subtema Raízes: O Entrelaçar de Gentes e Lutas.

30/06/2024 às 07h53 Atualizada em 30/06/2024 às 08h06
Por: Portal Holofote Fonte: Secom
Compartilhe:
Portal Holofote
Portal Holofote

PARINTINS-AM: Na abertura do 57º Festival de Parintins, nesta sexta-feira (28/06), o Boi Caprichoso, com o tema “Cultura – O Triunfo do Povo”, apresentou o subtema “Raízes: O Entrelaçar de Gentes e Lutas”. O espetáculo destacou as tradições e a história do boi-bumbá azul, emocionando o público. O evento é organizado pelo Governo do Amazonas e acontece até domingo (30/06).

O presidente do bumbá, Rossy Amoedo, expressou otimismo e destacou o trabalho árduo realizado nos últimos meses, esperando surpreender o público nas três noites do festival.

“É um dia muito especial. Nos preparamos, incansavelmente, durante meses. E é hora de imprimir esse sentimento e tudo aquilo que nós pensamos ao longo desses meses nesse programa de planejamento”, disse Rossy.

O presidente do Conselho de Arte, Ericky Nakanome, destacou a organização e o planejamento que garantiram uma apresentação segura e impactante, com cinco módulos alegóricos e cores vibrantes.

“O que nos conforta é termos um boi extremamente planejado, organizado, pensado. Então, isso nos dá segurança para superar todas as questões técnicas e tradicionais do Festival de Parintins”, disse Ericky.

Assistindo no meio da galera, como item 19, a professora Thayna Liartes acredita que o Caprichoso tem grande chance de alcançar o título de tricampeão.

“É a primeira vez que eu venho ao festival. E eu tenho certeza que o tri vem. Minha expectativa está lá em cima, já estou preparada. Sou um item. E do meu boi eu vim triunfar”, declarou a jovem.

Destaques

O Touro Negro encantou o público com uma performance aérea, trazendo o apresentador Edmundo Oran, o levantador de toadas Patrick Araújo e o boi içados por um guindaste.

O espetáculo contou com alegorias gigantes, toadas tradicionais e entradas marcantes, como a da cunhã-poranga Marciele Albuquerque, que encantou ao se transformar em serpente, com a lenda amazônica “A Dona da Noite”, obra do artista Roberto Reis.

O boi-bumbá Caprichoso encerrou sua apresentação com o líder Yanomami Davi Kopenawa na arena. O indígena é figura central da alegoria de Motokhari, para o Ritual Indígena, que teve a interpretação do Pajé Erick Beltrão. A obra é de autoria do artista de ponta Algles Ferreira e equipe.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins 2024
Sobre o blog/coluna
Página com a cobertura completa do 57º Festival Folclórico de Parintins.
Ver notícias
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Sex ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 401,779,29 +0,47%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade