Publicidade

Lixo deixado por Amom em frente ao aterro sanitário é retirado da AM-010

De acordo com a prefeitura, a ação foi realizada "sem qualquer justificativa legal para a prática do crime ambiental, afrontando a legislação vigente".

15/04/2024 às 12h57 Atualizada em 23/04/2024 às 20h29
Por: Portal Holofote Fonte: Portal do Holanda
Compartilhe:
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

O lixo deixado em frente ao aterro sanitário de Manaus pelo deputado federal Amom Mandel (Cidadania) no sábado (13), foi retirado por trabalhadores da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) nesta segunda-feira (15).

O parlamentar disse que o lixo havia sido coletado de igarapés da cidade por voluntários e ao tentar descartar os resíduos no aterro, a entrada não foi permitida. Ele alegou que um funcionário do próprio aterro orientou que deixasse os resíduos na beira da AM-010, no entanto, o funcionário negou a versão do deputado.

De acordo com a prefeitura, a ação foi realizada "sem qualquer justificativa legal para a prática do crime ambiental, afrontando a legislação vigente".

O secretário Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antonio Strosk, informou que ações de limpeza realizadas por ongs ou grupos que planejam descartar o lixo no aterro, precisam comunicar o local com antecedência. Protocolo esse que não foi feito por Amom, segundo o chefe da pasta.

"Está sendo instaurada uma ação administrativa devido ao ato. A Procuradoria Geral do Município também está tomando providências. No mínimo, as pessoas precisam entender que, se descartarem lixo na via pública, estão sujeitas a punições, sejam elas físicas, jurídicas, parlamentares ou até mesmo o presidente da República. Todos estão sujeitos a penalidades", disse Strosk.

O secretário da Semulsp, Sabá Reis, destacou que a atitude do deputado prejudicou a locomoção dos caminhões coletores na área. "Ele bloqueou o acesso dos nossos veículos coletores. Por mais de uma hora, mais de 1 km de veículos ficaram parados porque não podiam passar".

As falas aconteceram durante uma coletiva de imprensa no sábado (13). Após a entrevista com os secretários, o deputado, que estava ao lado de fora do aterro, negou à imprensa que tenha cometido crime ambiental.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Qui ° °
Sex ° °
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,15 +0,58%
Euro
R$ 5,58 +0,27%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,18%
Bitcoin
R$ 379,431,71 -0,11%
Ibovespa
125,653,50 pts -1.38%
Publicidade