Publicidade

Com aportes de R$ 12,7 milhões, Wilson Lima entrega nova Base Arpão e mais 15 viaturas ao Corpo de Bombeiros

Pacote de entregas é mais um reforço ao trabalho operacional fluvial e terrestre das forças de segurança do estado.

03/01/2024 às 16h10 Atualizada em 04/01/2024 às 11h41
Por: Portal Holofote Fonte: Secom
Compartilhe:
Alex Pazuello e Artur Castro / Secom
Alex Pazuello e Artur Castro / Secom

O governador Wilson Lima entregou, nesta quarta-feira (03/01), a nova Base Arpão 2 com tecnologia de monitoramento de ponta. Também foram anunciadas outras duas unidades fluviais e entregues viaturas e equipamentos de proteção individual ao Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM). As entregas somam mais de R$ 12,7 milhões e reforçam o trabalho operacional das forças de segurança.

Na ocasião, o governador também anunciou o início da Operação Impacto, já na quinta-feira (04/11), com foco na redução dos índices de criminalidade em Manaus em ações itinerantes que integram todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública do Governo do Amazonas.

“(Quero) reforçar o compromisso que a gente tem com a segurança no estado do Amazonas. Essa primeira ação do ano do governo é literalmente uma ação de impacto para que mais uma vez a gente possa continuar sufocando o tráfico, para que a gente possa continuar sufocando o crime“, destacou Wilson Lima.

A solenidade de entrega aconteceu no Porto de Manaus, Centro, e contou com a presença do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, Roberto Cidade, e dos deputados estaduais Adjuto Afonso, Cristiano D’ ngelo e João Luiz. Também estiveram presentes os vereadores Bessa e Márcio Tavares, representando a Câmara Municipal de Manaus; o presidente da Associação Amazonense de Municípios e prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Souza; além dos gestores das forças de segurança do Estado

Bases Arpão 2

A Base Fluvial Arpão 2 terá investimento anual de R$ 4,75 milhões, com recursos e gerenciamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) e projeto e execução da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

A estrutura é equipada com armamentos e equipamentos de ponta, como metralhadoras Negev, drones e óculos de visão noturna, além do auxílio de lanchas blindadas e uma academia que vai ajudar na manutenção da performance dos agentes de segurança.

A nova base vai ficar instalada entre os rios Negro e Branco, beneficiando os municípios da calha do rio Negro, dentre eles Barcelos, Novo Airão e Santa Isabel do Rio Negro.

Além da Arpão 2, outras duas bases serão deslocadas para novas áreas. São elas as bases fluviais Tiradentes e Paulo Pinto Nery. A Base Fluvial Tiradentes vai reforçar toda a calha dos rios do Alto Solimões, entre Tefé e Nova Olinda do Norte, até o município de Japurá.

A Base Fluvial Paulo Pinto Nery será deslocada para Itacoatiara, abrangendo áreas como Itacoatiara, Urucurituba, Maués, Autazes, Borba, Nova Olinda do Norte, além de Parintins e todos os municípios do rio Madeira.

Todas as bases atuam no combate aos crimes como o narcotráfico, biopirataria, extração ilegal de madeira, de areia, seixo, ouro, dentre outros. Para isso, as unidades contam com efetivos integrados da Polícia Militar do Amazonas, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Departamento de Polícia Técnico-Científica. Além disso, a Base Fluvial Arpão 2 conta com o apoio das forças policiais de Roraima.

“A base vai dar mais segurança para a cidade de Manaus e vai ser colaborativo uma vez que a polícia de Roraima também vai embarcar, já que parte das drogas também ia para a Boa Vista. Com essa entrega, a segurança pública chega em praticamente todas as calhas de rio, levando mais segurança para quem trabalha nos rios, para nossas comunidades e também para os nossos irmãos do interior”, avaliou o secretário da SSP-AM, coronel Vinícius Almeida.

Base Fluvial Arpão 1

Em agosto de 2020, o governador Wilson Lima lançou a Base Fluvial Arpão, projeto pioneiro de combate ao narcotráfico, à pirataria e aos crimes ambientais. Atuando no rio Solimões, entre os municípios de Coari e Tefé, a base proporciona suporte a operações policiais integradas.

Em parceria com o Governo Federal, a iniciativa causou prejuízos ao crime superiores a R$ 243,7 milhões nos últimos quatro anos, sendo R$ 84,9 milhões apenas em 2023.

Corpo de Bombeiros

A nova frota de 15 viaturas e equipamentos do Corpo de Bombeiros teve investimento de R$ 8 milhões e é uma medida prévia que faz parte do planejamento de intensificação das ações de combate a incêndio durante o verão amazônico para 2024.

Ao todo, são três viaturas Auto Bombas Tanques (ABTs), seis picapes, cinco carros e uma picape, sendo esses dois últimos para uso em fiscalizações em Manaus.

“São investimentos focados no período de estiagem que nós eventualmente poderemos sofrer. Os investimentos da ordem de R$ 8 milhões, com viaturas de combate a incêndio, salvamento e fiscalização são para darmos um robusto aparato de segurança para o Corpo de Bombeiros. O objetivo é dotar a cidade de Manaus e o interior com viaturas novas para que nós possamos fazer frente a qualquer eventualidade”, afirmou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, coronel Orleiso Muniz.

Os veículos entregues serão utilizados no reforço operacional da capital e dos municípios de Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo e Tabatinga. Além disso, serão entregues 215 itens como capacetes de proteção, roupas de aproximação, botas entre outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e cinco drones para uso em missões como resgates e localização de incêndios em áreas de floresta.

Força Tarefa

Em 2023, durante a maior estiagem da história do Amazonas, o Corpo de Bombeiros esteve na linha de frente no combate aos incêndios pelo estado. Entre 12 de julho e 2 de dezembro, a corporação combateu 2.919 incêndios, sendo 2.090 por meio da Operação Aceiro no interior e 829 na capital com a operação Céu Limpo.

Ampliação no interior

Em novembro de 2023, o governador Wilson Lima apresentou o plano de implantação do Grupamento Integrado de Combate a Incêndio e Proteção Civil (GCIP), que deve ser totalmente instalado até o fim do primeiro semestre de 2024. Inicialmente, o grupamento atenderá 21 municípios que, atualmente, representam 92% dos registros de focos de calor no estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Qui ° °
Sex ° °
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,15 +0,59%
Euro
R$ 5,58 +0,26%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,16%
Bitcoin
R$ 380,414,65 +0,14%
Ibovespa
125,557,36 pts -1.46%
Publicidade