Publicidade

Com problemas de saúde, juíza que gritou com testemunha pede afastamento

De acordo com o TRT, Kismara já possui histórico de problemas relacionados à saúde mental.

01/12/2023 às 10h23 Atualizada em 04/12/2023 às 12h06
Por: Portal Holofote Fonte: Pleno News
Compartilhe:
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

A juíza Kismara Brustolin que foi gravada gritando com uma testemunha, durante audiência na Vara do Trabalho de Xanxerê, em Santa Catarina, pediu um afastamento de 15 dias por motivos de saúde.

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT) havia suspendido a magistrada apenas de audiências, mas ela ainda estava autorizada a emitir sentenças e despachos que estivessem pendentes.

De acordo com o TRT, Kismara já possui histórico de problemas relacionados à saúde mental.

– Ela vinha tirando licenças para tratamento de saúde nos últimos anos, passou por um período de readaptação ao trabalho, mas depois de alguns meses, a nova avaliação médica considerou que ela estava apta a voltar – disse o órgão ao UOL.

Ainda de acordo com o tribunal, o comportamento da testemunha teria sido um gatilho para a juíza durante a audiência que viralizou nas redes sociais.

Durante sessão virtual no dia 14 de novembro, a magistrada Kismara Brustolin repreendeu aos gritos uma pessoa e pediu que se dirigisse a ela com a frase: “O que a senhora deseja, excelência?”.

Ao perguntar da juíza se é obrigado a dizer a frase, o homem ouve da magistrada que, se ele não fizer isso, “o depoimento terminará e não será considerado”.

Na sequência, a magistrada diz para o homem parar de falar e o chama de “bocudo” – expressão usada para designar alguém que está falando demais.

Ao longo da audiência, o advogado Pedro Piccini tenta explicar a dificuldade da testemunha em se manifestar, porque estaria em uma feira. A juíza, no entanto, interrompe o advogado e diz que a testemunha faltou “com o respeito”.

A Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) instaurou, nesta quarta-feira (29), uma reclamação disciplinar sobre as ações da juíza.

No TRT, Kilmara recebe R$ 33.925 de salário. Além do valor mensal, ela ganhou, entre janeiro e outubro deste ano, R$ 58.920 mil em benefícios da magistratura, os chamados penduricalhos. Somando salários e esses adicionais, a juíza obteve um rendimento mensal líquido de R$ 297.200.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,97 +0,02%
Euro
R$ 5,37 +0,02%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,04%
Bitcoin
R$ 324,277,33 +0,54%
Ibovespa
129,020,02 pts -0.87%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais lidas
Publicidade