Publicidade

Promotor do AM que comparou advogada à cadela é afastado

A prática de conduta misógina e infração disciplinar estão sendo investigadas.

19/09/2023 às 10h07 Atualizada em 28/09/2023 às 12h08
Por: Portal Holofote Fonte: Mário Adolfo
Compartilhe:
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

O corregedor nacional do Ministério Público, conselheiro Oswaldo D’Albuquerque, decidiu, nesta segunda-feira, 18 de setembro, pelo afastamento cautelar do promotor de Justiça do Ministério Público do Amazonas (MP/AM), Walber Nascimento que, em sessão do Tribunal do Júri realizada na quarta-feira, 13, proferiu ofensas à advogada Catharina Estrella, caracterizando a prática de conduta misógina e possível infração disciplinar decorrente de descumprimento de dever funcional.

Oswaldo D’Albuquerque determinou, a título de providência acautelatória, o afastamento do membro de quaisquer funções no Tribunal do Júri do Estado do Amazonas, determinando, ainda, que a Procuradoria-Geral de Justiça do MP/AM abstenha-se de designá-lo para participação em sessões plenárias do Tribunal do Júri e audiências judiciais, tornando sem efeito as que estejam em vigor, até ulterior deliberação, sem prejuízo de outras medidas que se fizerem necessárias após a chegada das informações.

A Corregedoria Nacional já havia instaurado, de ofício, na quinta-feira, 14 de setembro, Reclamação Disciplinar em desfavor do referido promotor de Justiça, tendo em vista a competência constitucional do Órgão Correicional Nacional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Qua ° °
Qui ° °
Sex ° °
Sáb ° °
Dom ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,01%
Euro
R$ 5,54 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,77%
Bitcoin
R$ 384,323,11 +2,56%
Ibovespa
127,750,92 pts -0.31%
Publicidade