Publicidade

David Almeida destaca público de mais de 120 mil pessoas e resgate da cultura popular no 65º Festival Folclórico do AM

O festival registrou o recorde de público, com mais de 120 mil pessoas prestigiando as apresentações, movimentando mais de R$ 4 milhões injetados na economia local.

27/06/2023 às 08h58 Atualizada em 04/07/2023 às 20h40
Por: Portal Holofote Fonte: Semcom
Compartilhe:
Clóvis Miranda/Semcom
Clóvis Miranda/Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, prestigiou, na noite deste domingo, 25/6, o encerramento do 65º Festival Folclórico do Amazonas, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), localizado no Distrito Industrial, zona Sul. Ao todo, o evento contou com 95 apresentações de grupos folclóricos de todas as zonas da cidade.

O festival registrou o recorde de público, com mais de 120 mil pessoas prestigiando as apresentações, movimentando mais de R$ 4 milhões injetados na economia local, por meio da tradicional festa. Segundo o  prefeito, a presença maciça do público é fruto do planejamento estratégico que teve como prioridade o resgate cultural.

“Isso aqui é o resgate da tradição, foi uma promessa de campanha nossa de resgatar o festival folclórico e trazê-lo novamente no seu berço, que é a bola da Suframa, no centro cultural. E hoje, nós temos a presença maciça do público prestigiando esse momento dado pela prefeitura, antecipado para que as agremiações pudessem se preparar e o resultado é esse,  sucesso total nesses dias de apresentação aqui”, afirmou Almeida.

Promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC), o festival apresentou a disputa dos grupos das categorias Bronze e Prata, que contam com quadrilhas, cirandas, danças tradicionais, nordestinas, internacionais, cacetinho, tribos, entre outros. Os grupos foram contemplados por meio do edital nº 004/2023, da Manauscult, com quase R$ 1,2 milhão.

“Essa divisão nos permitiu manter esse alto nível, desde a ornamentação, o público que comprou a ideia do resgate cultural, nós viemos aqui desde o primeiro dia trazendo diversas atrações, justamente para trazer cada vez mais famílias, seguindo a determinação do prefeito para o resgate cultural do festival, que é o direito da cidade”, completou o titular da Manauscult, Osvaldo Cardoso.

Encerrando o festival na disputa da categoria Prata, empolgando o público neste domingo, as tradicionais quadrilhas Império da Folia e Revolução na Roça, e as quadrilhas de duelo Reis do Faroeste e Anjos Bandidos Show. Também passaram pelo tablado, as danças nacionais Xote Noda de Caju e Xameguinho do Xote. Já o grupo Tujkunas Belezas Naturais encerrou a noite.

Uma das danças a se apresentar no último dia do festival, a quadrilha tradicional Império na Folia levou para a arena o tema ‘Mãos que dão vida ao meu São João’, com mais de 40 integrantes. Entre eles, a designer industrial Nanny Rodrigues, 26 anos, que veio como rainha, que destacou a emoção em fazer parte do tradicional festival.

“Apesar de a gente já dançar, conhecer tudo, é como se fosse a primeira vez. Vimos para mostrar nosso trabalho com muito carinho, com muito amor para todo o público, e isso é gratificante. Eu posso dizer que está tudo excelente, muito lindo, realmente as expectativas que estávamos aguardando”, disse.

A apuração da nota dos jurados deverá acontecer na segunda-feira, 26, quando os vencedores serão conhecidos.

Economia Criativa

Além das apresentações dos grupos folclóricos, o festival também contou com uma feira de artesanato, coordenada pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e um parque de diversões para crianças, um pleito esperado há 23 anos.

Gastronomia

Este ano, 30 barracas compuseram a feira gastronômica do festival, que foram doadas pela Prefeitura de Manaus a instituições sociais e entidades apoiadas pelo Fundo Manaus Solidária (FMS), que fizeram as vendas de comidas e bebidas no local.

Localizadas próximas à arquibancada do anfiteatro, as barracas funcionaram durante todo o evento, com preços variando entre R$ 5 e R$ 35.

O cardápio do festival apresentou comidas regionais e típicas da época junina, como milho cozido, pamonha, bolo de macaxeira, acarajé, além de outros pratos, como carne de sol, pirarucu à casaca, tacacá, farofas diversas, cachorro-quente, sanduíches, pizza, entre outros.

Matriz Integrada

A matriz integrada dos grandes eventos é coordenada pela Manauscult, em parceria com a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) e o Centro de Cooperação da Cidade (CCC). Ela conta com a participação de 14 serviços municipais: saúde, vigilância sanitária, atendimento móvel de urgência, organização de trânsito, transporte público, assistência social, conselho tutelar, segurança, monitoramento eletrônico, cultura, comunicação, limpeza, infraestrutura, feiras e mercados.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Qui ° °
Sex ° °
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,15 +0,57%
Euro
R$ 5,58 +0,26%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,17%
Bitcoin
R$ 379,552,99 -0,07%
Ibovespa
125,650,03 pts -1.38%
Publicidade