Publicidade

Suspeito de estuprar criança em provador de loja em Manaus não quis entregar celular a polícia, diz delegada

A delegada Joyce Coelho, afirmou que o interrogatório do homem apresentou várias inconsistências.

24/03/2023 às 14h35
Por: Portal Holofote Fonte: Am Post
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

A delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), apresentou, em coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (24), o resultado do Inquérito Policial (IP) que resultou na prisão de Rogério Lindoso dos Passos, 31, apontado como suspeito de estupro de vulnerável cometido contra uma criança de 4 anos em um shopping na zona norte de Manaus, no dia 2 de março deste ano.

De acordo com a delegada houve inconsistências no interrogatório de Rogério Lindoso. “Não houve qualquer incoerência nos relatos da denunciante, muito pelo contrário, tiveram muitas incoerências na defesa, no interrogatório do investigado em especial quando ele fala que não viu a menina em nenhum momento, quando ele realmente sai quase que em seguida dela do provador, ele passa por elas no corredor“, disse.

Joyce Coelho afirma durante a investigação recebeu um áudio retirado de um grupo de Whatsapp que Rogério participava em que ele relata o momento que passou pelas vítimas e olhou para a mãe da menina. “Isso desmonta a tese dele dizendo que não viu em nenhum momento. Ele fala mais ou menos: ‘eu passei pelo lado dela, eu sabia que aquela mulher tinha cara de doida’, mais ou menos isso. Só que nós precisamos provar de onde vem esse áudio mas a gente sabe que foi ele que falou essa frase“, contou.

Ainda segundo a autoridade policial o homem não quis entregar o celular para a polícia. “Durante o interrogatório ele foi questionado porque teria desativado as redes sociais e o telefone celular e falou que desligou o aparelho porque estava recebendo ameaças. Então, nesse momento, eu sugeri que, como ameaça é um crime e já que ele alegava inocência esse celular poderia ser usado também em sua defesa, perguntei se ele se disponibilizaria a me ceder o aparelho para que eu encaminhasse para uma perícia e que ele pudesse também compartilhar dessas provas. De imediato ele orientado pela defesa disse que não cederia o aparelho para que a gente pudesse comprovar os fatos que ele alegava. Então, foi um interrogatório baseado todo em inconsistências e isso garantiu mais ainda que ele fosse indicado pelo crime“, declarou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,24 -0,03%
Euro
R$ 5,58 -0,07%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,43%
Bitcoin
R$ 360,367,51 +2,19%
Ibovespa
124,196,18 pts 0.02%
Publicidade