Publicidade

Aumento abusivo no preço da gasolina em Manaus será investigado pelo MP-AM

Na prática os postos deveriam aumentar entre R$ 0,30 a 0,35 no valor da gasolina, porém, o reajuste foi de R$ 1,00.

03/03/2023 às 19h10
Por: Portal Holofote Fonte: Am Post
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

O aumento no preço da gasolina, que saltou de R$ 5,59 para R$ 6,59 na última quarta-feira (1º), em Manaus virou alvo de investigação do Ministério Público do Amazonas (MPAM), que instaurou procedimento para apurar supostas práticas abusivas por postos de combustíveis na capital.

O Governo Federal, por meio do Ministério da Fazenda, anunciou na última segunda-feira (27) o aumento do imposto sobre os combustíveis para arrecadar R$ 28,8 bilhões neste ano. A decisão ocorre após a desoneração, redução a zero, dos impostos federais que incidem sobre a gasolina, o álcool, a querosene de aviação e o gás natural veicular (GNV) não ser prorrogada e começar a valer na quarta-feira, 01/03.

Sendo assim, na prática os postos de combustíveis deveriam aumentar entre R$ 0,30 a 0,35 no valor da gasolina, porém, o reajuste foi de R$ 1,00. O aumento é classificado como cobrança abusiva e fere os direitos do consumidor.

“No tocante à reoneração do preço da Gasolina e do Etanol, em decorrência do retorno da cobrança dos impostos federais (PIS e Cofins) que incidem sobre esses dois produtos, após o dia 28 de fevereiro e adotar as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis visando tutelar os direitos dos consumidores”, disse o MP a Rede Amazônica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Sex ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 400,277,36 +0,09%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade