Sábado, 26 de Novembro de 2022
27°

Muitas nuvens

Manaus - AM

Esportes Amazonense

Diogo Reis coloca o nome entre os campeões do maior evento de luta agarrada do mundo

Amazonense Diogo Reis foi ouro no ADCC.

26/09/2022 às 09h26
Por: Portal Holofote Fonte: Acritica
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Entrou, há uma semana, para a seleta galeria de campeões composta por nomes como Xande Ribeiro, Ronaldo Jacaré, Fabrício Werdum e Royler Gracie. Para fazer parte da lista de nomes dos ‘grandes tubarões’ das lutas, o amazonense precisou sair da zona de conforto e atravessar mares até então desconhecidos para ele. 

 A edição de 2022 foi a primeira de Diogo. Ele competiu na categoria até 66kg e passou por Ashley Williams, Fabrício Andrey e Joshua Cisneros. Na final, ele enfrentou o compatriota Gabriel Sousa e venceu por 3 a 0.

Em um duelo intenso e aberto, os dois lutadores buscaram encaixar golpes até que no final Diogo pegou as costas do adversário e encaixou um gancho. Após pontuar, ele administrou a luta até o final para se consagrar campeão. 

 O processo iniciaram treinamentos sem quimono.  Viemos passo a passo estudando o que era preciso para ganhar essa competição. Zeramos o quimono e só focamos em treinar sem quimono. E a preparação foi super intensa com três sessões por dia de treino, estudo, fisioterapia, psicológico esportivo, preparação física e nutrição, médico…. tudo sendo alinhado para que a preparação fosse a melhor possível para chegar no mais alto nível e conseguir o resultado”, explicou.

“O ADCC é a Copa do Mundo das lutas agarradas e conseguir colocar três manauaras que fizeram toda a preparação em Manaus com os profissionais de Manaus isso é um feito incrível do meu ponto de vista. Todos os três estavam preparados para serem campeões, infelizmente não deu. Mas isso é questão de tempo”, disse Anderson.  . Disputando pelo estilo greco-romano, ele ficou em 3ª na categoria até 67 kg e em 7º no estilo livre até 65kg). Pronto para lutar . “A preparação foi muito boa, então mentalmente eu estava muito bem porque sabia que já tinha passado por todas as situações e a cada luta que eu fazia, eu via as lutas dos meus adversários e analisava suas fraquezas . Durante as minhas lutas só ia nos erros deles e evitava os pontos fortes”, explica o lutador.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.