Sábado, 26 de Novembro de 2022
26°

Muitas nuvens

Manaus - AM

Entretenimento Brasil

Foto mostra modelo Bruno Krupp após ter cabelos cortados ao dar entrada em presídio

Krupp é acusado de atropelar e matar o estudante João Gabriel Cardim Guimarães, de 16 anos, no fim de julho.

23/09/2022 às 11h07
Por: Portal Holofote Fonte: Am Post
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

De cabelos raspados e camiseta branca, uniforme do sistema prisional do Rio de Janeiro, Bruno Fernandes Moreira Kurpp, de 25 anos, em nada lembra o rapaz das imagens glamurosas da época de modelo e influenciador, como mostra o registro obtido pelo EXTRA.

A foto consta na ficha criminal de Krupp e foi tirada no início deste mês, quando o modelo deu entrada na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste. Krupp é acusado de atropelar e matar o estudante João Gabriel Cardim Guimarães, de 16 anos, no fim de julho.

O acidente aconteceu por volta das 23h, do dia 30 de julho, na Avenida Lúcio Costa, na altura do Posto 3, na Barra. De acordo com as investigações, Bruno dirigia uma moto sem habilitação e a mais de 150 km/h.

Com o impacto do carro, João teve uma perna decepada, foi levado para o Hospital Lourenço Jorge, mas não resistiu. O Tribunal de Justiça do Rio aceitou a denúncia do Ministério Público contra Krupp por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar.

Depois de Krupp atropelar o adolescente, outras denúncias surgiram contra ele. No início do mês passado, uma modelo relatou numa rede social ter sido vítima de estupro quando foi dormir na casa de Krupp em Niterói.

O fato teria acontecido há alguns anos, de acordo com a modelo. Mas ela só teve coragem de falar abertamente sobre o fato após as acusações que surgiram contra ele na Justiça. Após a denúncia, outras duas mulheres também relataram terem sido vítimas de estupro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.