Publicidade

Alta do petróleo e clima fazem preço da cesta básica subir; confira

O açúcar também teve elevação devido a entressafra e alta do petróleo, que estimula a produção de etanol, concorrendo com a fabricação de açúcar.

06/08/2021 às 09h50
Por: Portal Holofote Fonte: Portal do Holanda
Compartilhe:
ulher transita pelo supermercado. Foto: Divulgação/ EBC
ulher transita pelo supermercado. Foto: Divulgação/ EBC

O preço da cesta básica subiu em 15 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) na comparação entre julho e junho.

Segundo o levantamento divulgado nessa quinta-feira (5), as maiores altas foram registradas em em Fortaleza (3,92%), Campo Grande (3,89%), Aracaju (3,71%), Belo Horizonte (3,29%) e Salvador (3,27%).

Em João Pessoa o conjunto de alimentos e itens essenciais teve queda de 0,7% e em Brasília de 0,45%. As cestas mais caras são a de Porto Alegre (R$ 656,92), Florianópolis (R$ 654,43) e São Paulo (R$ 640,51).

Na comparação entre julho deste ano e o mesmo mês de 2020, a maior alta foi registrada na cesta básica de Brasília (29,42%), que atualmente custa R$ 582,35.

Entre os produtos que impulsionaram o custo da cesta básica está o tomate, que teve aumento relacionado ao frio que atrasou a maturação do fruto diminuindo a oferta.

O açúcar também teve elevação devido a entressafra e alta do petróleo, que estimula a produção de etanol, concorrendo com a fabricação de açúcar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 369,563,79 -1,78%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade