Publicidade

Auxílio emergencial ‘não pode ser eterno’, reafirma Bolsonaro

Presidente diz que os pagamentos do benefício representam "um endividamento muito grande" ao Brasil

11/02/2021 às 11h23 Atualizada em 11/02/2021 às 11h27
Por: Fernanda Souza Fonte: R7
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

No momento em que as conversas entre governo e Congresso sinalizam para novas rodadas de pagamento do auxílio emergencial, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (11) que o benefício criado para auxiliar famílias em meio à pandemia do novo coronavírus "não pode ser eterno".

"No momento, a nossa equipe, juntamente com parlamentares, estuda a extensão por mais alguns meses do auxílio emergencial. E repito, o nome é emegencial. Não pode ser eterno, porque isso representa um endividamento muito grande ao nosso País", disse Bolsonaro durante cerimônia para a entrega de títulos de propriedade na cidade de Alcântara (MA).

Bolsonaro afirma que somente para o Estado do Maranhão os pagamentos do benefício corresponderam a R$ 13 bilhões em 2020 e disse entender que o povo "quer trabalho". "Cada vez mais nós facilitamos a vida de quem quer trabalhar como a de quem quer empregar", reforçou.

Ele contou ainda que o governo federal liberou R$ 18 bilhões para ajudar o Estado do Maranhão em 2020, dos quais R$ 1,3 bilhão foi destinado para a saúde. “Não justifica qualquer reclamação de falta de leitos de UTI para atender os nossos irmãos maranhenses acometidos da covid-19”, disse.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
20h00 Nascer do sol
20h00 Pôr do sol
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Sex ° °
Sáb ° °
Atualizado às 20h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,19 +1,37%
Euro
R$ 5,52 +1,01%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,28%
Bitcoin
R$ 351,769,05 -4,45%
Ibovespa
125,824,84 pts -0.1%
Publicidade