Quinta, 28 de Maio de 2020 18:16
(92) 99183-2565
Brasil Violência

‘Perdoei e continuei. Olha o resultado’, alerta diarista queimada pelo ex

Na entrevista, Marciane narra como o ex-marido a queimou e faz um alerta às mulheres para que não passem pela mesma dor.

21/05/2020 15h29
296
Por: Jéssyca Seixas Fonte: Cotidiano
Divulgação
Divulgação

Saindo do carro, já escuto uma voz: “Marciane não está em casa. É a irmã gêmea dela”. Esse era apenas o começo da conversa forte e cheia de momentos de bom humor com uma mulher marcada pela violência doméstica, mas com uma vontade de viver que impressiona. Entro no quintal. Sol forte, apenas uma pequena parte coberta. Ela, que tinha acabado de almoçar, saboreava um chup-chup de coco.

Pedi uma cadeira para me sentar e ir preparando o local da nossa conversa, que faz parte do projeto #GazetaEntrevista. Ela falou que não tinha. Se eu quisesse, poderia sentar na cadeira de rodas de banho. Com a memória recente da brincadeira logo na chegada, pensei que fosse outra graça da Marciane Pereira dos Santos, 38 anos. Desta vez, não era. A casa simples, em um município da Grande Vitória, não tem cadeira. Os móveis que têm no local são fruto de doação. 

Lá vou eu atrás de uma vizinha pegar uma cadeira emprestada. Naquele dia, o Brasil já tinha casos de Covid-19, mas ainda não vivíamos regras de isolamento social. A partir daquela quarta-feira, 11 de março, a Organização Mundial da Saúde declarou a pandemia do novo coronavírus. 

Voltando à Marciane, passamos boa parte da tarde juntas. O telefone dela não parava de tocar. Em março é celebrado o Mês da Mulher e, por conta da violência que sofreu e também pela maneira que tem enfrentado tantas mudanças, Marciane é convidada para diferentes eventos relacionados às lutas das mulheres, em especial contra ofeminicídio. Naquele dia, foi chamada para uma palestra em uma faculdade. Dias antes, já tinha sido homenageada na Câmara da Serra, e estava muito feliz porque tinha ganhado flores - ela ama.

Marciane é uma sobrevivente e esteve perto da morte em diferentes situações. No dia 8 de setembro de 2018, teve o corpo queimado pelo ex-marido ao subir as escadas de casa, em Jardim Tropical, na Serra. Ficou cinco meses internada no hospital. Ela teve várias paradas cardíacas, além de bactérias resistentes. Perdeu uma perna, as orelhas, o nariz, o cabelo… Mas, apesar de tudo, vive sorrindo e não se cansa de agradecer. 

Na entrevista, no vídeo acima, ela conta por que perdoou o ex-marido agressor, qual foi o momento mais difícil depois do crime, como tudo aconteceu naquele dia e os sinais de alerta para que outras mulheres não passem pela mesma dor que a dela.

Ajuda

Hoje, Marciane já não consegue mais trabalhar como diarista, vive com um salário mínimo que recebe do governo e ainda paga aluguel. Conta com a ajuda das amigas, que se revezam nos cuidados com ela - até para se alimentar. Como não consegue cozinhar, porque também perdeu parte dos dedos, no momento, ela precisa de uma fritadeira elétrica, para ter um pouco mais de independência. 

Todos os dias, por conta das extensas queimaduras no corpo, Marciane usa muito hidratante e sabonete líquido antibacteriano. Também está juntando fraldas geriátricas, porque deve fazer uma nova cirurgia reparadora quando toda essa situação se acalmar.

 Prótese na perna

Ela consegue ficar de pé, mas para caminhar melhor, tem esperança de usar uma prótese na perna, que também depende da vida voltar ao normal para ter uma previsão de quando vai começar a usar.

Enquanto isso, vai vivendo um dia de cada vez, comemorando cada cachinho novo que cresce no cabelo e espalhando esperança por onde passa, além de um alerta, para que as mulheres vítimas de violência não se calem. 

Prisão

O ex-marido de Marciane é o acusado do crime. André Luiz dos Santos, que é cadeirante, responde por tentativa de homicídio. Ele foi preso no dia 12 de setembro de 2018 e permanece no Centro de Detenção Provisória de Viana 2, de acordo com informações da Secretaria de Estado da Justiça. À polícia, ele confessou o crime e disse que foi motivado por ciúmes da vítima.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 19h08 - Fonte: Climatempo
30°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 31°

34° Sensação
13 km/h Vento
75% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (29/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (30/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.