BANNER GOV 05
BANNER GOV 04
BANNER GOV 01
Governo Bolsonaro

Bolsonaro compara imprensa a “partido político à esquerda do PT”

Após repercussão negativa de ataque à jornalista, presidente evitou dar entrevista na porta do Palácio da Alvorada, como faz normalmente.

19/02/2020 15h23
Por: Jéssyca Seixas
Fonte: Metrópoles
78
Divulgação
Divulgação

Após repercussão negativa de ataques à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) evitou dar entrevistas na manhã desta quarta-feira (19/02/2020), ao deixar o Palácio da Alvorada. O chefe do Executivo, no entanto, criticou a atuação de veículos de comunicação diante de admiradores que o aguardavam.

“Que imprensa nós temos no Brasil… Podia logo a imprensa ser um partido político, ia ficar à esquerda do PT [Partido dos Trabalhadores]”, disse o presidente. “Eu sonho com uma imprensa independente. Tem alguns veículos bons, para não generalizar”, completou.

As reclamações de Bolsonaro ocorrem após o ataque à jornalista Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S.Paulo, com insinuação sexual. A repórter é autora de reportagens que apontam o disparo em massa de mensagens de WhatsApp durante a campanha presidencial de 2018.

Nessa terça-feira (18/02/2020), Bolsonaro atacou a repórter. “No depoimento do Hans River no final de 2018 para o Ministério Público, ele diz do assédio da jornalista em cima dele. Ela queria um furo, ela queria dar um furo a qualquer preço contra mim”, disse Bolsonaro, aos risos, pouco antes do início da cerimônia de hasteamento da bandeira, no Palácio da Alvorada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 16h04
26°
Muitas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 24°
28°

Sensação

7 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas