Ads Coronavírus
Senador

PF livra Flávio Bolsonaro dos crimes de lavagem e falsidade ideológica

Previsão é a de que o relatório final da polícia sobre o caso seja entregue à Justiça nos próximos dias.

03/02/2020 14h29
Por: Fernanda Souza
Fonte: BNC
152
Reprodução
Reprodução

O senador Flávio Bolsonaro classificou como “isenta” a investigação da Polícia Federal que concluiu não haver indícios de que ele tenha cometido os crimes de lavagem de dinheiro e de falsidade ideológica no inquérito eleitoral que mira tanto as negociações de imóveis feitas por ele como a sua declaração de bens na eleição de 2018. A publicação é da Folha.

A previsão é a de que o relatório final da polícia sobre o caso, revelado pela Folha, nesta segunda-feira (3), seja entregue à Justiça nos próximos dias. 

“Quando a investigação é isenta, só tem esse resultado possível”, disse o senador, ao deixar, ao lado de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, evento em São Paulo para o lançamento da pedra fundamental de um colégio militar que será construído no Campo de Marte e tem inauguração prevista para o final de 2022.  

Antes do evento, o presidente foi questionado sobre a investigação da PF e se limitou a dizer: “Pergunta pra PF, eu não me meto nas questões do Judiciário”. 

O resultado apurado pela PF sobre Flávio, segundo  Folha, não coincide com os elementos encontrados em um outro inquérito, do Ministério Público do Rio, que apura a prática de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa —ele foi deputado estadual de fevereiro de 2003 a janeiro de 2019. 

Nesse tipo de esquema, funcionários são coagidos a devolver parte de seus salários aos deputados. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 06h02
23°
Nevoeiro Máxima: 28° - Mínima: 24°
23°

Sensação

6 km/h

Vento

100%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Ads Pneu Forte
Últimas notícias
Mais lidas