Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Estupro

Polícia prende homem por estupro, em Manacapuru

Segundo a delegada, a vítima informou que eles tiveram um relacionamento por sete meses e teriam se separado devido a constantes demonstrações de agressividade por parte do indivíduo

08/11/2019 11h50
Por: Fernanda Souza
Fonte: D24am
102
Reprodução
Reprodução

Policiais da Delegacia Especializada de Polícia (DEP), em Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste da capital), cumpriram na tarde desta quinta-feira (7), por volta das 14h30, mandado de prisão preventiva por estupro, em nome de um homem de 25 anos. O crime teria ocorrido no dia 5 deste mês, quando o infrator praticou atos libidinosos, à força, com uma jovem de 18 anos, com quem já tivera um relacionamento amoroso.

De acordo com a delegada Roberta Merly, titular da DEP Manacapuru, o delito aconteceu na casa da vítima, situada naquela cidade. Segundo a delegada, a vítima informou que eles tiveram um relacionamento por sete meses e teriam se separado devido a constantes demonstrações de agressividade por parte do indivíduo.

“No dia do crime, o infrator foi até a casa da jovem, sob a justificativa de ter ido buscar uma toalha de banho. Ao entrar na residência, ele trancou a porta e manteve a vítima presa, momento em que praticou atos libidinosos com ela. Na ação criminosa, o homem causou, ainda, lesões físicas na moça”, relatou a delegada.

Conforme a titular da unidade policial, foi representado a Justiça o pedido de prisão em nome do indivíduo. A ordem judicial foi expedida pela juíza Silvania Correia, da Comarca de Manacapuru. Roberta Merly pontuou que ele já responde a dois processos judiciais por violência doméstica, sendo um contra a vítima, e o segundo contra outra ex-companheira dele.

“Durante diligências realizadas pela equipe da DEP, conseguimos realizar a captura do homem, na casa dele, localizada no bairro Centro, em Manacapuru. Na ocasião, ele foi encaminhado ao prédio da unidade policial”, disse.

O homem foi indiciado por estupro. Ao término dos procedimentos, ele será mantido na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional naquele município.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.