CAMPANHA SANEAMENTO MAUÉS
Desmatamento

Desmatamento na Amazônia cresceu 80% em setembro, aponta Imazon

Os estado onde mais ocorreu desmatamento foi o Pará (53%), seguido de Rondônia (13%), Amazonas (11%), Acre (11%), Mato Grosso (10%) e Roraima (2%).

06/11/2019 15h23
Por: Jéssyca Lorena
Fonte: BNC
122
Divulgação
Divulgação

Em setembro, a Amazônia perdeu 802 km² de floresta, um aumento de 80% em relação a setembro de 2018, quando foram detectados 444 km², de acordo com o Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), divulgado pelo Imazon.

Os estado onde mais ocorreu desmatamento foi o Pará (53%), seguido de Rondônia (13%), Amazonas (11%), Acre (11%), Mato Grosso (10%) e Roraima (2%).

A degradação na Amazônia Legal também aumentou: em setembro deste ano, 1.233 km² de floresta foram degradados, número 787% maior que o de setembro do ano passado, quando a área degradada foi de 139 km².

O estado líder na degradação foi o  Mato Grosso (55%), em seguida vem Pará (33%), Rondônia (6%), Acre (3%) e Amazonas (3%).

Os números de queimadas na região, no entanto, de acordo com os dados mais recentes do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpe) estão abaixo da média histporica.

Em setembro deste ano foram registrados 19,9 mil focos de incêndio na Amazônia. No mesmo mês do ano passado, foram registrados 24,8 mil, o que representa uma queda de 19,7%. A média histórica para o período é de 33,4 mil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.