Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Simpósio

Arthur diz em evento do TCE-AM que meio ambiente depende da ZFM

O prefeito ressaltou ainda que a Amazônia pertence aos brasileiros, mas que não se pode negar o interesse internacional.

18/10/2019 18h08
Por: Jéssyca Lorena
Fonte: Assessoria de comunicação-SEMCOM
192
Mário Oliveira
Mário Oliveira

Garantir investimento ao polo industrial da Zona Franca de Manaus (ZFM) para manter a preservação do meio ambiente e a floresta amazônica foi um dos pontos destacados pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB) no 2º Simpósio Internacional sobre Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas, promovido pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), na capital.

Arthur disse na noite desta quinta-feira, dia 17, que em discurso de estreia na Câmara dos Deputados, em 1983, já alertava para a preocupação com o meio ambiente. A mesma que manifesta até hoje, dizendo não compreender uma economia desenvolvida sem as boas práticas ambientais.

“Acredito que o meio ambiente é uma causa mundial e a região mais essencial do Brasil, posso até dizer que acima de todas, é a Amazônia, principalmente o Estado do Amazonas, que mantém 96% da floresta em pé, por meio do polo industrial, que não merece ser hostilizado, muito pelo contrário, merece todo o apoio e investimento para continuarmos preservando nossa Amazônia”.

O prefeito ressaltou ainda que a Amazônia pertence aos brasileiros, mas que não se pode negar o interesse internacional.

Defesa necessária

Ele voltou a afirmar que é contra o garimpo ilegal na região e a favor do desenvolvimento da biodiversidade, para que a Amazônia possa somar, ainda mais, com o futuro do país.

“A Amazônia pertence a nós brasileiros, vamos cuidar dela, vamos desenvolvê-la para que ela ajude o Brasil a ser próspero também. Temos que desenvolver a biodiversidade e fazer com que a Amazônia seja compreendida por todos os brasileiros, pois ela é uma região bastante importante para todo o planeta”.

Ele deixou um recado aos jovens, pedindo para que mantenham a luta em defesa do meio ambiente.

“Vamos lutar para continuar defendendo o meio ambiente. Não se trata de arma, mas sim de boa governança, para mantermos a Amazônia em pé. Eu não abro mão de que a nossa geração possa entregar um planeta digno de se viver, vamos fazer a nossa parte. Salvemos, o que cabe a nós, a Amazônia e o planeta”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.