CAMPANHA MAPA DE RESULTADOS 1
Medalhas

Karatecas amazonenses conquistam total de 15 medalhas em campeonato

Nove amazonenses garantem 15 medalhas no Campeonato Brasileiro Interclubes de Karatê, em Uberlândia, a competição mais importante da categoria no país

16/10/2019 08h39
Por: Fernanda Souza
Fonte: Acrítica
127
Reprodução
Reprodução

O futuro do karatê amazonense está em boas mãos. Pelo menos foi o que demonstrou os nove prodígios barés que conquistaram as tão sonhadas medalhas no Campeonato Brasileiro Interclubes da modalidade, disputado em Uberlândia-MG, na semana passada. Ao todo foram 15 medalhas: sete de ouro, três de prata e cinco de bronze.

Retornando para Manaus hoje (16), com nada menos que quatro medalhas de ouro na bagagem, Carlos Farias, primeiro colocado do ranking nacional de karatê na categoria Sub-14, comentou o sentimento de estar representando o estado no cenário nacional. 

“É muito gratificante para mim, ir tão bem num Campeonato Brasileiro representando o Amazonas. Meu objetivo é somar ainda mais pontos no ranking e classificar para o mundial de karatê”, disse o jovem de 13 anos. 

Praticando o esporte desde 2013, o pequeno karateca foi campeão na modalidade Kumitê, onde se luta contra um oponente real, e também na Kata, quando o competidor apenas realiza movimentos simulando a luta contra adversário ‘imaginário’. 

Vale ressaltar que no Campeonato, existem categorias diferentes para representar clube e escola. No caso de Carlos, ele foi campeão representando a associação Hienkan e também o Instituto Adventista de Manaus (IAM), totalizando quatro medalhas de ouro. 

“No início não gostava muito do esporte, mas com o passar dos anos, fui conquistando as medalhas e hoje é uma paixão para mim”, concluiu sobre seu relacionamento com o karatê.

O segundo melhor resultado de um atleta baré na competição também foi de um membro da família Farias: a irmã mais velha de Carlos, Nathália, acumulou a mesma quantidade de medalhas que o irmão. 

Aos 15 anos, ela foi ouro no Kumitê representando o Instituto Federal do Amazonas (IFAM). Ela também conquistou a prata defendendo a associação Hienkan na mesma modalidade e foi duas vezes bronze no Kata.

“O evento foi o maior já existente no Brasil. O sentimento de conquistar essas medalhas é de alívio e dever cumprido. Saí satisfeita com o que fiz, sabendo que dei o meu melhor lá. Agora é voltar a treinar ainda mais para corrigir os erros”, comentou a competidora da categoria Cadete (entre 14 e 15 anos de idade).

Outro destaque amazonense no campeonato foi Paulo Aboim, que pratica karatê há três anos apenas e conquistou medalha de bronze no Kumitê categoria Júnior (16 e 17 anos de idade). 

“Foi o meu primeiro Brasileiro. A primeira luta foi muito difícil pra mim, não consegui êxito, mas depois consegui conquistar a medalha de bronze com muito esforço e trabalho durante um preparo forte de treinos”, comentou o atleta a respeito de seu desempenho. 

Os demais medalhistas do estado foram: Adalberto Faria (bronze categoria Cadete), Rebeca Fábia (bronze categoria Sub-14), Danielle Bezerra (ouro categoria Júnior), Ulisses Bezerra (prata na categoria a partir de 18 anos), Renata Bastos (ouro também a partir de 18 anos) e Gelivane Lopes (prata categoria Júnior para pessoa com deficiência).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.