Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Iranduba

Suspeito de aplicar golpes de estelionato em Manaus é preso em Iranduba

Anderson Damásio, 36, iniciava os serviços de aplicação de porcelanatos, pedia o pagamento adiantado e não retornava mais para concluir o trabalho

16/09/2019 16h40
Por: Fernanda Souza
Fonte: Acrítica
141
Reprodução
Reprodução

Anderson Santos Damásio, de 36 anos, foi preso preventivamente na manhã desta segunda-feira (6), suspeito de aplicar golpes de estelionato em Manaus. Ao menos oito pessoas foram identificadas como vítimas dele. A prisão aconteceu em um sítio, no quilômetro 12 da estrada de Iranduba (distante 27 quilômetros da capital).

De acordo com a titular do 22° Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegada Juliana Tuma, o homem se passava por aplicador de pisos de porcelanato líquido em anúncios divulgados por ele em redes sociais e em um site de compras e vendas.

Ainda de acordo com a delegada, uma das vítimas, após ser enganada pelo suspeito, teve o prejuízo estimado aproximadamente em R$ 8 mil. O homem havia oferecido para ela, além do serviço de aplicação de piso, a venda de louças para banheiro, como banheira de hidromassagem e equipamentos de instalação.

"Anderson cobrava o valor de aproximadamente trezentos reais por metro quadrado. Ele ia até as casas das vítimas e simulava o início do serviço, quebrava o piso da residência para mostrar que o negócio era sério. No final do dia, ele solicitava um pagamento adiantado e não retornava mais para continuar e concluir o trabalho", disse.

A esposa do estelionatário, de nome e idade não identificados, também está sendo investigada por participações no crime. Anderson já possui passagem pela polícia por estelionato nos estados de São Paulo e Paraná.

Anderson vai responder por estelionato, furto e apropriação indébita. Ele será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR -174, onde ficará à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.