Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Estupro

Em Manaus, homem usava luvas para estuprar enteada de 13 anos

A mãe da vítima só descobriu o crime após terminar a relação conjugal e passar a receber mensagens ameaçadoras.

22/08/2019 17h14
Por: Jéssyca Lorena
Fonte: Em Tempo
450
Daniel Landazuri
Daniel Landazuri

Para não deixar rastro do crime, um estoquista de 29 anos, suspeito de estuprar a ex-enteada, uma adolescente de 13 anos, usava luvas cirúrgicas para tocar nas partes íntimas da vítima. O homem foi apresentado à imprensa, na tarde desta quinta-feira (22), na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Zona Centro-Sul de Manaus.

“Ele usava vários meios intimidativos para que a família da menina não o denunciasse. Dizia que não tinha medo da polícia e que não encontrariam nenhuma digital no corpo da adolescente porque ele a tocava com luvas”, informou a delgada Joyce Coelho, titular da Depca. 

Segundo a Polícia Civil, o homem abusou da menina ao longo dos anos de 2017 e 2018, quando ele era casado com a mãe da vítima. Os abusos aconteciam na casa onde eles moravam, na rua 8 do bairro Alvorada, Zona Centro Oeste de Manaus. 

“Ele cometia os estupros quando a mãe da menina ia para o trabalho. Depois, ameaça a vítima de morte para ela não contar para ninguém”, explicou a delegada. 

Joyce Coelho contou, ainda, que o suspeito tinha um relacionamento conturbado com a mãe da vítima. “Ele era agressivo e praticava violência doméstica contra a mulher. Por essa situação, a menina tinha medo de contar o que sofria. 

Os estupros só foram descobertos após a separação do casal. “Ele passou a mandar mensagens para o celular da ex-esposa. Como ela não queria mais reatar o relacionamento, ele passou a xinga-la e a comunicou que estuprava a ex-enteada”, disse a titular da Depca. 

Após receber as mensagens, a mulher procurou a delegacia e registrou Boletim de Ocorrência (BO) contra o suspeito. 

O homem foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária. Ele foi localizado por volta das 15h de quarta-feira (21), na rua Miranda Leão, no Centro de Manaus. O suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável e será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174, onde ficará à disposição da Justiça. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.