CAMP GOV AM - PRESTAÇÃO DE CONTAS - OBRAS
Crime

Homem mata companheira ao lado do filho de 1 ano após denúncia de abuso

O crime só foi descoberto na manhã seguinte, após a outra filha da vítima, de 6 anos, encontrar a mãe morta e pedir ajuda.

11/07/2019 15h45Atualizado há 3 meses
Por: Fernanda Souza
Fonte: Hoje em dia
1.085
Arquivo/Internet
Arquivo/Internet

"Estou cansada, exausta e em um relacionamento abusivo". Assim Carolina Lemos da Silva, de 25 anos, reagiu a uma publicação em uma rede social que pedia que as pessoas fizessem um desabafo. A mensagem foi escrita três semanas antes dela ser esfaqueada pelo companheiro e deixada para morrer ao lado do filho do casal, de apenas 1 ano, na madrugada da última segunda-feira (10), em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O suspeito, de 28 anos, fugiu após o crime e ainda não foi localizado. 

O crime só foi descoberto na manhã seguinte, após a outra filha da vítima, de 6 anos, encontrar a mãe morta e pedir ajuda. De acordo com a Polícia Militar (PM), quem chamou a corporação foi a vizinha de frente e amiga da mulher assassinada. Ela relatou que, na noite anterior, o casal teve uma briga por motivos desconhecidos e Carolina teria ido para sua casa. Enquanto ela esteve no imóvel, o marido da vizinha ficou conversando com o suspeito, tentando acalmá-lo. 

Ainda no relato da amiga da vítima, pouco tempo depois Carolina resolveu que iria embora para casa, dizendo que estava cansada e precisava dormir. Nesse momento, o companheiro da mulher teria falado para a vizinha que iria matá-la "para ter uma vida tranquila", chegando a sorrir após fazer a ameaça. 

Conforme a PM, por volta das 2h30 de segunda a vizinha do casal escutou gritos da vítima, tendo chegado a subir no muro e chamar pela amiga. Foi então que a vítima abriu a janela e disse que estava tudo bem. A moradora da casa em frente ainda alertou que, se ouvisse algum outro barulho, chamaria a polícia, momento em que a mulher voltou a fechar a janela. 

Já na manhã seguinte, a vizinha de Carolina tentou contato com a amiga várias vezes, sem sucesso, e acabou indo trabalhar. Até que, por volta das 7h, uma outra moradora da rua contou que a menina de 6 anos havia ido até sua casa afirmando que estava trancada para fora após o portão bater e trancar. A criança disse ainda que estava com fome e queria leite, pois teria ido até o quarto da mãe e que ela estava "com cara de velha e toda vermelha", não respondendo aos seus chamados. 

Desesperada, a amiga de Carolina deixou o trabalho e foi até a casa, tendo pulado o muro e entrado no quarto da mulher, encontrando-a toda ensanguentada e já morta. Ao lado do corpo, estava o menino de 1 ano. Após retirar o garotinho dali, ela acionou a polícia. 

O Corpo de Bombeiros foi chamado e constatou o óbito, assim como a perícia técnica da Polícia Civil (PC), que identificou cinco perfurações aparentemente feitas com uma faca no corpo da mulher. Os filhos da vítima foram entregues para a avó materna. A polícia segue em busca do suspeito do feminicídio. 

Ajuda de internautas

Após fazer o desabafo na publicação da página "Te vi no ônibus - Uberaba", Carolina recebeu dezenas de mensagens de apoio e conselhos, algumas delas inclusive recomendando que ela procurasse a polícia e denunciasse o companheiro, o que não teria acontecido. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.