CAMP GOV AM - PRESTAÇÃO DE CONTAS - OBRAS
Presa

Travesti foragida por dar golpe no DF é presa na Espanha

Pâmela é suspeita de pertencer a uma organização criminosa que extorquia e espancava vítimas em hotéis do Brasil e da Europa

11/07/2019 14h05Atualizado há 3 meses
Por: Fernanda Souza
Fonte: Metrópoles
613
Divulgação
Divulgação

A lvo de investigação da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), Pâmela, registrada como Paulo Rogério Vasconcelos (foto em destaque), 20 anos, foi presa na cidade de Lleida, província de Barcelona, Espanha, nesta quinta-feira (11/07/2019). Ela estava foragida desde o mês passado, quando a Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou a Operação Cilada. Pâmela é suspeito de pertencer a uma organização criminosa que extorquia e espancava vítimas em hotéis de luxo do Brasil e da Europa.

A jovem estava escondida em Lleida e trabalhava como garota de programa. Ela teria passado a se vestir de mulher e se apresentar como Pâmela, para que não fosse reconhecida. Diante das informações colhidas pelos investigadores, policiais civis do DF entraram em contato com a Interpol e a polícia espanhola.

Na última semana, a Polícia Federal prendeu o jovem apontado como líder da quadrilha. Samuel Junio Napole de Souza, 21, voltava do Chile e, quando passava pela imigração do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), foi detido por agentes federais. Ele chega a Brasília nesta quinta-feira (11/07/2019).

Segundo as investigações iniciadas pela PCDF, Souza teria faturado, ao menos, R$ 100 mil, exigindo dinheiro sob ameaça de divulgar fotos e vídeos de homens com alto poder aquisitivo mantendo relações sexuais com travestis. A polícia procura ainda Carlos Henrique Leão Costa, 19, visto pela última vez em São Paulo.

Entre os dias 23 e 24 de junho, quatro travestis foram presas, todas estavam em Goiás. São alvo de investigação: Yago Pereira da Silva, 24, conhecida como Anitta; Eduardo Sousa Luz Santos, 24, que adotou o nome Stefanny; Marcelo Dias Moreira, 20, a Marcela; e Hiago Alves dos Santos, 20, que se apresenta como Tifanny Lorrani. Outro detido foi Paulo Henrique Alves Ferreira, 21. Os agentes apreenderam com as suspeitas celulares que custam até R$ 6 mil. O material passa por perícia.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.