Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Maternidade

Maternidade de Manaus ganha centro para partos humanizados

O centro é o primeiro do Amazonas adaptado para realizar parto na água

24/06/2019 13h49
Por: Fernanda Souza
Fonte: Em tempo
218
Foto: Marcely Gomes
Foto: Marcely Gomes

Com o objetivo de ampliar o número de partos humanizados no Amazonas, um novo Centro de Parto Normal Intra-hospitalar (CPNI) foi entregue, na manhã desta segunda-feira (24), na Maternidade Balbina Mestrinho, localizada rua Duque de Caxias, bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus. O centro é o primeiro do Amazonas adaptado para realizar o parto na água.

Considerada a segunda maior maternidade do Estado, a unidade hospitalar é responsável por realizar aproximadamente 460 partos por mês. Segundo o governador Wilson Lima, estão sendo realizados trabalhos de reconstrução de todo o sistema de saúde do Amazonas.

“Inaugurar esse centro de parto humanizado é um compromisso que nossa gestão tem se preocupado. Poder oferecer um espaço adaptado para que a cidadã possa escolher como deseja dar à luz ao filho. A expectativa é de dobrar o número de partos normais no Amazonas”, declarou Wilson.

O Centro de Parto Normal Intra-hospitalar foi ampliado de duas para quatro suítes de até 30 metros quadrados, duas delas com banheira para nascimento na água e todas equipadas com métodos de alívio não farmacológico da dor – equipamentos para exercícios que ajudam na dilatação para estimular o parto normal.

As banheiras possuem água aquecida, que proporciona relaxamento e ajuda amenizar as dores das contrações. Todas as suítes possuem cama padrão PPP (Pré-parto, Parto e Pós-parto), além de chuveiro aquecido.

O novo centro de parto possui uma equipe multiprofissional composta por enfermeiros obstétricos, técnicos de enfermagem, além de equipe de retaguarda formada por médicos obstetras neonatologistas, fisioterapeutas, psicólogos e assistentes sociais.

Além de realizar o parto humanizado, o centro também atenderá mulheres indígenas, quilombolas e imigrantes do Amazonas. Com um atendimento especializado respeitando as especificidades étnico-culturais, conforme afirma o secretário de saúde, Rodrigo Tobias.

“Nosso centro está preparado para atender mulheres quilombolas e indígenas. Entendendo que a população indígena tem todo uma simbologia do que é o processo de nascimento. Nesse sentido colocamos toda uma característica antropológica no ambiente para favorecer esse momento do parto”, afirmou Rodrigo.

O secretário ainda afirmou que no plano de ações estaduais de saúde, o Governo pretende investir na humanização de partos em maternidades no interior do Amazonas. O município Tefé já está com um plano em andamento de adaptar as maternidades com o parto humanizado.

Benefícios do parto normal

Para a gestante

• Menos risco na cirurgia, diminui a chance de infecção e efeitos colaterais do anestésico e dos medicamentos utilizados na cesariana.

• A mulher tem liberdade para escolher qual posição fica mais confortável para ela, pode inclusive caminhar, com auxílio do (a) acompanhante escolhido por ela, durante o trabalho de parto, o que pode aliviar a dor e antecipar o nascimento.

• Não precisa suspender a alimentação da mulher antes do porto.

• Melhor adaptação pós-parto, menor tempo de internação e recuperação mais rápida. Diferentemente da cesárea, no parto normal, a mulher não terá nenhuma ferida pós-operatória, nem sentirá dor decorrente de cirurgia, ou dificuldade para se movimentar, até mesmo para cuidar do bebê.

Para o bebê:

• Menor risco de doenças respiratórias e de broncoaspiração, que é quando há a passagem das secreções do parto para o pulmão do bebê.

• Menos intervenções feitas junto ao bebê, como por exemplo, aspiração com sonda, da boca, nariz e traqueia, e também diminuição dos riscos relacionados a cirurgias.

• No parto normal, a amamentação pode acontecer logo após o nascimento. O leite materno, nesses casos, não sofre as ações dos agentes anestésicos e dos medicamentos utilizados no pós-operatório da mãe. Outro benefício da amamentação é que ela auxilia no fornecimento de anticorpos e hidratação, proporcionando menores riscos de hipoglicemia, diarreias e desidratação ao bebê.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 02h22
24°
Alguma nebulosidade Máxima: 32° - Mínima: 23°
24°

Sensação

2 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
Pneu Forte - 300x250
Municípios
Apa Móveis - 300x250
Últimas notícias
Mais lidas