Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Crueldade

'Disse a ele que iríamos brincar', confessa pai que matou e enterrou filho em quintal, em Manaus

'Foi rápido, dei umas três ou quatro pauladas', disse o suspeito.

18/06/2019 11h07Atualizado há 4 meses
Por: Portal Holofote
Fonte: Portal do Holanda
672
Portal do Holanda
Portal do Holanda

"Eu disse a ele que iríamos fazer uma brincadeira, ele virou de costas e eu matei ele a cassetadas. Foi rápido, dei umas três ou quatro pauladas. Tava muito escuro. Matei porque tinha discutido com a minha mãe", disse Rogério Alexandrino dos Santos, 27, suspeito de matar o próprio filho, David Nonato Bento dos Santos, 7, e enterrar o corpo em sua residência.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, foi o próprio Rogério que procurou a polícia para confessar o crime. Ele foi preso na tarde de segunda-feira (17), após o corpo do menino ter sido encontrado na cova, dentro da casa em que ele morava, situada no Conjunto João Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

"Ele alega que o motivo do crime ocorreu após ele ficar irritado com a mãe dele, que criava o menino desde os 6 anos de idade, supostamente após a mãe da criança ter abandonado ela. Ele contou que três dias antes do crime, cavou uma cova na casa onde morava sozinho, com ajuda de uma pá e uma boca de lobo, deixando tudo preparado", disse.

Segundo o delegado, Rogério contou todos os detalhes do crime de maneira fria e não demonstrou arrependimento. "Ele confessou que pegou o menino na casa da mãe dele, levou para a casa de um amigo. E na noite do crime, que foi dia 12 de junho, pegou a criança e fez o que fez., Ele achou que ninguém fosse perguntar pela criança, mas a mãe dele passou a procurar e com a pressão acabou confessando tudo", contou.

Diante da confissão, a polícia foi até o local e verificou de fato que o menino estava enterrado na casa. A polícia solicitou junto à Justiça o mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado contra Rogério.

Rogério foi preso e indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis, será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverá ficar à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.