Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Protesto

Indígenas protestam após assassinato de cacique em Manaus

Os indígenas pedem mais segurança. Segundo eles, traficantes oprimem o povo na comunidade. O cacique foi morto por um integrante da FDN

14/06/2019 10h10Atualizado há 2 semanas
Por: Fernanda Souza
Fonte: Em tempo
79
Divulgação
Divulgação

 Um dia após o assassinato do cacique Willlames Machado Alencar, conhecido como “Onça Preta”, aproximadamente 150 indígenas de 12 etnias protestaram na manhã desta sexta-feira (14), por falta de segurança, moradia e contra a atuação de traficantes na área indígena.

Por duas horas, os manifestantes bloquearam os dois sentidos da avenida Curaçao, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus. Uma parte da via foi liberada no sentido Centro/bairro após um acordo com policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

"O movimento é de forma pacífica e vai continuar. Estamos no aguardo da chegada de mais indígenas de outras etnias para aderirem o protesto. Só vamos parar depois que a polícia der respostas sobre o assassinato do cacique Williames. Eu também estou recebendo ameaças dos autores", disse o cacique Adnael Faria de Souza, de 46 anos, conhecido como "Cacique Faria", da etnia Apurinã.

 

Ao todo, eram 17 etnias e atualmente existem apenas 12 devido às ameaças de traficantes. Ainda permanecem no local sob resistência às etnias - Munducu, Saterê, Kokama, Tucano, Mura, Tiama, Apurinã, Maraguá, Baré, Baniuau, Uruí e Colina Minania. Outras cinco deixaram a área por ameaças.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Manaus - AM
Atualizado às 21h08
26°
Trovoada Máxima: 32° - Mínima: 24°
28°

Sensação

6 km/h

Vento

84%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Apa Móveis - 300x250
Últimas notícias
Pneu Forte - 300x250
Mais lidas