Apa Móveis/Pneu Forte - 728x90
Ataque

PMs atiram contra agricultora em sítio na BR-174

Os PMs estariam agindo a mando de um casal de irmãos, identificados como Clarice e Manoel, conhecidos na região como “grileiros”.

10/01/2019 20h29Atualizado há 9 meses
Por: Portal Holofote
Fonte: Portal Holofote
1.869
Arte: Portal Holofote
Arte: Portal Holofote

Um grupo de Policiais Militares do Amazonas, supostamente contratado por um casal de grileiros, teria metralhado com mais de 10 tiros a casa de uma agricultura identificada até o momento como Maria Laranhaga, dona de um sítio localizado no KM 23, da BR-174, estrada que liga a capital Manaus ao município de Boa Vista-RR. A informação foi repassada com exclusividade ao Portal Holofote por uma testemunha do caso.

De acordo com um levantamento feito pela reportagem do Portal Holofote, desde 2004 a agricultora é detentora da posse do terreno que estaria avaliado em aproximadamente R$ 1 milhão. No entanto, há alguns meses, dona Maria vem sofrendo intimidações, inclusive com ameaças de morte, supostamente praticadas por policiais militares.

Ainda segundo testemunhas, os PMs estariam agindo a mando de um casal de irmãos, identificados como Clarice e Manoel, conhecidos na região como “grileiros”, que é o ato de invadir e comercializar propriedades de outros.

O casal de grileiros teria contratado dois supostos falsos índios, sendo um deles conhecido como Erenildo (vulgo Pezão), para fazer intimidações a agricultora e invadir a propriedade rural. Há comentários na cidade dando conta de que “Pezão” seria acostumado a invadir propriedades para lotear e posteriormente comercializar as terras.

Os grileiros são acusados ainda de comercializar de forma ilegal minérios das propriedades invadidas, tudo comprovado por meio de áudios compartilhados via WhatsApp.

As áreas invadidas estariam sofrendo ainda com desmatamentos constantes que levaram o Batalhão Ambiental da Polícia Militar a abrir um processo de investigação para apurar os supostos crimes ambientais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.