Sexta, 17 de agosto de 2018
(92) 99183-2565
Cidades

09/05/2018 ás 11h39 - atualizada em 09/05/2018 ás 12h18

433

/

Líder no massacre do Compaj é capturado pela Polícia Civil do Amazonas
“Ari”, primo legítimo de “Zé Roberto da Compensa” e considerado o “02” da facção Família do Norte, foi quem comandou a chacina de detentos em 1º de janeiro de 2017
Líder no massacre do Compaj é capturado pela Polícia Civil do Amazonas
Jander Robson

Foragido desde o massacre de detentos de 1º de janeiro de 2017 no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), José de Arimatéia Façanha do Nascimento, 33, conhecido dentro da facção Família do Norte (FDN) como “Ari”, foi capturado pela Polícia Civil na madrugada de sexta-feira (4), na comunidade Vila Itaquera, fronteira entre o Amazonas e Roraima.


Considerado o “02” na estrutura organizacional da facção, ele é apontado como sendo o responsável pelo gerenciamento das finanças da FDN e primo legítimo de “Zé Roberto da Compensa”, líder maior do grupo criminoso. Segundo a Polícia Civil, “Ari” também é apontado como um dos comandantes da rebelião que resultou na chacina de detentos no Compaj, de 1º em janeiro de 2017, quando 56 presos foram assassinados.


A prisão de “Ari”, na fronteira do Amazonas com Roraima, aconteceu em cumprimento de mandado de prisão por homicídio qualificado e roubo majorado. Conforme a Polícia Civil, ele já responde na Justiça a mais de 14 crimes.


De acordo com o delegado Guilherme Torres, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), “Ari” estaria levando uma vida simples na comunidade onde ele foi encontrado, mas por telefone comandava a logística do tráfico de drogas. “Para chegar ao local foram três dias de carro e embarcação. Lá ele estava levando uma vida simples, demonstrando ser uma pessoa que ele não é para não levantar suspeitas dos moradores da comunidade”, ressaltou o delegado.


Após o término dos procedimentos, “Ari” será encaminhado para o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no Km 8 da rodovia BR-174, onde permanecerá à disposição da Justiça.

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados