Quarta, 15 de agosto de 2018
(92) 98115-8357
Esportes

04/05/2018 ás 10h20 - atualizada em 04/05/2018 ás 10h32

113

/

Iranduba vence Sport por 2 a 1 em partida pelo Brasileiro Feminino na Arena da Amazônia
Na próxima rodada a equipe amazonense enfrenta o Rodoviária, de São Paulo
Iranduba vence Sport por 2 a 1 em partida pelo Brasileiro Feminino na Arena da Amazônia

O Iranduba venceu o Sport Clube Recife por 2 a 1, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro Feminino - Série A1, na noite desta quinta-feira (03/05), na Arena da Amazônia, zona centro-sul de Manaus. O resultado colocou o “Hulk” na vice-liderança do grupo 01. O jogo contou com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Na próxima rodada a equipe amazonense enfrenta o Rodoviária, de São Paulo, na quinta-feira da semana que vem, dia 10.


No começo do primeiro tempo, o Hulk estava meio acuado e as meninas do “Leão”, com a força da tímida torcida, colocou um pouco de pressão nas donas da casa. Mas não demorou muito para o Iranduba pegar o ritmo do jogo e colocar mais velocidade. Em disparada pelo meio de campo, a camisa 5, Amanda, sofreu falta, mas o árbitro Ivan Júnior entendeu que era vantagem e a bola sobrou para Priscila, número 7, que percebeu o adiantamento da goleira do Leão, Lorena, e abriu o placar do jogo.


O primeiro tempo acabou em 1 a 0 para o Hulk e o técnico das Leoas, Jonas Urias, fez mudanças para, no segundo tempo, dar mais ofensividade a equipe e deu certo. Rolou a bola no segundo horário e o Sport, mais uma vez, começou mais disposto, com bons lançamentos pela esquerda para a atacante Nycole, camisa 9. E foi numa dessas tentativas que a meia Yngrid, camisa 5, bateu forte e no “bate-rebate” a bola sobrou alta para Nycole que matou no peito e furou o gol da goleira Rubi, deixando tudo igual.


Com as Leoas devagar, mas gostando do jogo após o empate, o técnico do Hulk, Adilson Galdino, mexeu na equipe. Tirou Kelen, 9, e apostou na camisa 17, Moara, para deixar a equipe mais forte.


Aos 38 minutos da segunda etapa, as meninas do Iranduba colocaram pressão, chutaram no gol e conseguiram o escanteio. Priscila, que já tinha feito o primeiro gol, puxou a responsabilidade para si, bateu o escanteio e a estreante Giovania, 11, cabeceou e sacramentou a vitória do time amazonense por 2 a 1.


Comemoração e amarelo -  Giovania, que fez o primeiro jogo pelo Iranduba, comemorou de forma explosiva, correu em direção da torcida, tirou a camisa e levou cartão amarelo. “Eu estava meio ansiosa, afinal, é uma estreia. Mas, na hora certa, Deus me abençoou, a bola entrou e fiz O gol. Eu lembro que, em todas as estreias que faço gol, é assim que comemoro”, disse a jogadora.


Sobre a equipe iniciar as partidas recuada, Adilson Galdino frisou que o time está iniciando a temporada e que é preciso respeitar o adversário. “Esse é o nosso segundo jogo, as meninas ainda estão se soltando.  A cada partida elas irão melhorando. A equipe começou recuada porque é necessário respeitar nossos adversários e não se pode atacar sempre, pois, quem ataca muito, se abre e pode findar levando gol e não é essa a proposta que nós temos para o conjunto”, frisou Adilson.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados