Quarta, 25 de abril de 2018
(92) 98115-8357
Política

13/04/2018 ás 00h47 - atualizada em 14/04/2018 ás 20h55

27.282

Portal Holofote

Manaus / AM

Escândalo bilionário envolvendo David Almeida mancha imagem da Igreja Adventista Do Sétimo Dia
O deputado é personagem principal de um suposto escândalo envolvendo bilhões de reais.
Escândalo bilionário envolvendo David Almeida mancha imagem da Igreja Adventista Do Sétimo Dia
Arte: Portal Holofote (Foto: Secom)

Boa parte dos membros mais antigos da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que ao contrário de outras denominações religiosas nunca esteve envolvida em escândalos de corrupção, anda preocupada com um de seus membros mais famosos no estado do Amazonas, o deputado estadual David Almeida (PSB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).


David, que já foi alvo de inúmeras denúncias de corrupção como parlamentar, voltou a aparecer no noticiário esta semana, desta vez como personagem principal de um suposto escândalo bilionário, por conta de um contrato que ele assinou quando esteve como governador interino.


De acordo com a denúncia, o contrato, firmado com a empresa Ezo Soluções Interativas Ltda., foi assinado e publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no seu último dia de governo. A empresa é de Minas Gerais e tem como atividade principal “Consultoria em tecnologia da informação”.


O objetivo do contrato era recuperar valores do Fundo de Compensação de Valores Salariais (FCVS) da Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab), porém, mediante uma 'taxa' de 20%.


Poucas semanas depois, a empresa Ezo Soluções Interativas informou que havia recuperado R$ 27,3 bilhões e queria receber R$ 5 bilhões do Governo do Amazonas. Resultado? No dia 6 de março, o juiz Ronnie Frank Torres Stone, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), acatou um pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e determinou a suspenção imediata do contrato entre a Ezo e a Suhab.


"Causa estranheza o fato de que, uma vez anulado o contrato pela atual administração da Suhab, a Ezo informou ter recuperado R$ 27,3 bilhões em apenas dois meses, motivo pelo qual faria jus aos honorários de R$ 5 bilhões.", diz um trecho do despacho do juiz.


O juiz fez questão de dizer ainda que é questionável a transparência do processo, uma vez que tem conteúdo sem qualquer pertinência com o serviço apontado no contrato, com a cobrança de nota fiscal de uma outra empresa.


Cristãos revoltados


Membros antigos e influentes da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Amazonas, como médicos e empresários, estão decepcionados e revoltados com o deputado. Um deles, inclusive, disse ao Portal Holofote que David está manchando a imagem da Igreja, que nunca esteve envolvida em escândalos de corrupção.


Outros comentam que não concordam com o fato de assessores do deputado afirmarem que mais da metade dos votos da igreja são de David, como se ele fosse o dono do voto de cada membro da igreja.


O que dizem os citados?


Nós tentamos falar com o deputado David Almeida, mas nossas ligações para o número (92) 99111-**10 não foram atendidas.


Nossa reportagem tentou, mas também não conseguiu falar com os responsáveis pela Igreja Adventista do Sétimo Dia no Amazonas.

FONTE: Portal Holofote

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Bastidores do Poder

Bastidores do Poder

Blog/coluna É uma coluna do Portal Holofote que publica assuntos sobre Política, Justiça e Economia.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados