Segunda, 23 de julho de 2018
(92) 98115-8357
Cidades

09/04/2018 ás 00h45 - atualizada em 11/04/2018 ás 08h09

9.213

Portal Holofote

Manaus / AM

Funerária troca corpos e bebê de Borba é levado para São Gabriel da Cachoeira
Ana Ester, de 1 ano e oito meses, faleceu em um hospital da Zona Sul de Manaus no sábado (7). A mãe descobriu a troca de corpos ao abrir o caixão antes de embarcar para o interior do Amazonas neste domingo (8)
Funerária troca corpos e bebê de Borba é levado para São Gabriel da Cachoeira
Corpo levado para São Gabriel da Cachoeira chegou em Manaus às 18h de hoje (8). (Foto: Antônio Lima/Portal A Crítica)

O corpo do bebê Ana Ester, de 1 ano e oito meses de idade, que seria sepultado na cidade de Borba (a 149 quilômetros de Manaus em linha reta), após falecer em Manaus, foi mandado de avião para o município de São Gabriel da Cachoeira (a 990 quilômetros da capital). O erro foi descoberto quando os familiares verificaram o caixão antes do embarque para o interior do Amazonas, na manhã deste domingo (8), e encontraram o corpo de outra criança.


Na tarde de hoje, a mãe de Ana Ester, Ana Sarina Valente Marques, 31, abalada emocionalmente, não conseguia falar. As tias da criança contaram à reportagem do Portal A Crítica que Ana Ester passou oito meses internada no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (ICAM), na Zona Sul de Manaus, para se tratar de pneumonia, e morreu por volta das 21h desse sábado (7).


Após ser levado para São Gabriel da Cachoeira, o corpo de Ana Ester chegou em Manaus por volta das 18h deste domingo e deverá embarcar às 7h desta segunda-feira (9) para Borba, onde será sepultado. O corpo encontrado pela família no caixão onde deveria estar Ana era de um bebê que seria levado para São Gabriel da Cachoeira.


Falha da funerária


No sábado (7), o corpo de Ana Ester foi levado para a Funerária São Francisco, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, para ser embalsamado. A direção da funerária marcou com a mãe e familiares para que a despedida acontecesse às 9h deste domingo. Para a surpresa deles, no momento em que foi aberto o caixão, não era o corpo da menina que estava, mas o de outro bebê.


Uma das proprietárias da funerária, Suely Ribeiro, disse que, assim que o erro foi descoberto, foram tomadas as providências para desfazer a troca dos bebês. “Nunca aconteceu nada parecido. O que ocorreu ontem foi uma sucessão de imprevistos que fugiu do nosso controle, mas estamos aqui dando todo apoio à família”, disse a empresária.


O corpo do bebê encontrado no lugar de Ana Ester já está em São Gabriel da Cachoeira, para onde deveria ter sido levado.

FONTE: Portal A Crítica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados