Sexta, 20 de julho de 2018
(92) 98115-8357
Esportes

05/04/2018 ás 08h25 - atualizada em 05/04/2018 ás 22h37

2.327

Portal Holofote

Manaus / AM

Em jogo com muitos erros, Vasco e Cruzeiro empatam sem gols na Libertadores
Atacante Paulinho sofreu lesão no braço e deixou vascaínos preocupados
Em jogo com muitos erros, Vasco e Cruzeiro empatam sem gols na Libertadores
Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Com um ponto na bagagem, o Vasco segue vivo na Libertadores. O empate sem gols com o Cruzeiro, no Mineirão, não foi o resultado ideal, mas mantém o Cruzmaltino com chance de classificação. Com um ponto, a equipe visitará o Racing, dia 19, e pode voltar com força na disputa pela vaga, após a derrota para a Universidad de Chile, na primeira rodada.


A necessidade de pontuar não foi traduzida em campo pelas duas equipes. Com estratégias parecidas, Cruzeiro e Vasco foram extremamente cautelosos. A esperada volta de Paulinho no lugar de Giovanni Augusto não foi suficiente para levar perigo a Fábio.


Igualmente pressionado, a Raposa foi escalado sem um atacante de ofício e facilitou o trabalho de Paulão e Erazo. Na melhor jogada, Rafinha perdeu a chance de finalizar e errou a tentativa de cruzamento cara a cara com o uruguaio Martín Silva.


Com Sassá e Evander em ação no lugar de Rafinha e wagner, respectivamente, Mano Menezes e Zé Ricardo tentaram sair da zona de conforto no segundo tempo. A mexida do Vasco não demorou a surtir efeito. Mais à frente, o Cruzmaltino teve duas chances de abrir o placar com o atacante Paulinho.


Fábio encaixou a primeira, mas teve trabalho para espalmar a segunda bola. O susto colocou o Cruzeiro no jogo, mas esbarrou em Martín Silva, que emplacou uma sequência de defesas nas tentativas de Robinho, Sassá, duas vezes cara a cara, e Thiago Neves. O Vasco sobreviveu a blitz celeste, mas sofreu um baque com a perda de Paulinho.


O atacante levou a pior na disputa de bola com Henrique. Na queda, ele virou o cotovelo esquerdo e foi imediatamente substituído por Andrés Ríos. Depois do atendimento na ambulância, ele voltou para o banco com o braço imobilizado.


Com a proximidade do fim, o jogo perdeu em intensidade e voltou a ficar morno. Com muitos erros de passe, Cruzeiro e Vasco tropeçaram nas próprias pernas na busca pela primeira vitória na fase de grupos da Libertadores. "Era importante ganhar, mas a Libertadores é difícil. Importante não deixar o Cruzeiro deslanchar", disse Fabrício.

FONTE: O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados