Quinta, 26 de abril de 2018
(92) 98115-8357
Saúde

21/03/2018 ás 20h04 - atualizada em 22/03/2018 ás 15h49

14.723

Portal Holofote

Manaus / AM

Família de menina de 2 anos com leucemia busca arrecadar R$ 30 mil para tratamento
Mariah Karoline iniciou quimioterapia nesta terça (20), mas até o fim do próximo mês precisa de remédio importado que só é vendido nos EUA
Família de menina de 2 anos com leucemia busca arrecadar R$ 30 mil para tratamento
Mariah iniciou tratamento com quimioterapia nesta semana. (Foto: Divulgação)

Mariah Karoline tem 2 anos e 10 meses de idade. No início do mês de março, ao sair da escolinha, o pai dela percebeu que ela estava debilitada. Levou-a para o pronto socorro do plano de saúde e, em poucas horas, recebeu o diagnóstico: leucemia linfoide aguda. Para o tratamento, a família de Mariah precisa arrecadar R$ 30 mil que cobre o valor da medicação importada.


O valor astronômico é porque a medicação, Asparaginase, só é vendida nos Estados Unidos. Por meio de indicações, o pai, Aldrin Pontes encontrou um laboratório em São Paulo que faz a importação, também pelos R$ 30 mil. Para conseguir levantar o valor, a  família iniciou uma campanha e criou uma vaquinha online que aceita doações via transferência bancária.


“Todo o processo do diagnóstico foi rápido. Primeiro, no dia 3 de março, fomos ao pronto socorro porque ela estava com uma gripe muito forte. Iniciamos o tratamento, mas não teve efeito. No dia 13, dez dias após a primeira visita ao hospital, fui buscá-la na escolinha e vi que ela estava muito debilitada. A médica fez exames iniciais e disse: ‘olha, pode ser  dengue, pneumonia ou outra coisa, que eu espero que não seja: leucemia”.


Com a suspeita, Mariah passou por intensa bateria de exames e recebeu o diagnóstico final da leucemia linfóide, constatada ainda no início. Nesta terça-feira (20) ela passou pela primeira sessão de quimioterapia. Tal tratamento vai durar, inicialmente, até o próximo sábado (24). Logo depois é preciso entrar com a medicação importada, alvo da campanha.


“São nove doses que ela precisa dessa medicação. O tratamento inicial – sem o remédio – vai até o dia 24. Depois entramos com a medicação. Considerando que, para chegar ao Brasil, o envio demora entre sete a 15 dias. Ou seja, já chega com o prazo defasado” detalha o pai, Aldrin, que é professor na Universidade Federal do Amazonas (Ufam).


Para ajudar no tratamento de Mariah, é possível fazer depósito na vaquinha online ou contribuindo com uma transferência bancária para Joyce Karoline Pinto Oliveira Pontes, Banco do Brasil, agência 1197-5, conta corrente 34406-0 e com CPF 530.029.462-49.

FONTE: Portal A Crítica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados