Quarta, 26 de setembro de 2018
(92) 99183-2565
Cidades

21/03/2018 ás 19h58 - atualizada em 22/03/2018 ás 15h54

67.372

Portal Holofote

Manaus / AM

TCE-AM suspende contratos milionários da Prefeitura de Tapauá com a empresa VW
A suspensão foi comunicada ao colegiado durante a 8ª Sessão Ordinária do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).
TCE-AM suspende contratos milionários da Prefeitura de Tapauá com a empresa VW
Arquivo/Internet

Em decisão monocrática, o conselheiro-relator das Contas do município de Tapauá, Julio Cabral, decidiu suspender os pagamentos de 17 contratos—  no valor de R$ 38 milhões —, firmados pela prefeitura com a empresa VW Comércio, Construções e Transporte Ltda. por indícios de irregularidades. A suspensão foi comunicada ao colegiado, na manhã de ontem (20), durante a 8ª Sessão Ordinária do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).


Publicada no Diário Oficial Eletrônico do TCE, a decisão atendeu uma representação formalizada pela Secretaria Geral de Controle Externo (Secex). O vice-prefeito e prefeito em exercício de Tapauá, Hilário Ramiro de Abreu Filho, conforme o despacho, deve se suspender imediatamente a execução e os pagamentos dos contratos, a maioria referente a serviços de tapa-buracos e obras, sob pena de multa.


Segundo o relator, os documentos enviados pelo Ministério Público do Amazonas à Secex, que constam nos autos, evidenciam práticas lesivas e danosas aos cofres públicos, o que é vedado pela lei e ao interesse público.


Foram suspensos os contratos nº 005/2017 (no valor de R$ 144 mil), 006/2017 (R$ 3,2 milhões), 007/2017 (R$ 13,7 milhões), 009/2017 (R$ 10,7 milhões), 011/2017 (R$ 4,1 milhões), 012/2017 (R$ 1,4 milhões), 013/2017 (R$ 656,3 mil), 014/2017 (R$ 1 mil), 016/2017 (R$ 218,7 mil), 017/2017 (R$  278,6 mil), 018/2017 (R$ 226,1 mil), 019/2017 (R$ 197,2 mil), 020/2017 (R$ 37,2 mil), 021/2017 (R$ 191,2 mil), 022/2017 (R$ 58,9 mil), 023/2017 (R$ 94,3 mil), 024/2017 (R$ 1,4 milhão).


Além do prefeito em exercício, o conselheiro Julio Cabral determinou que o prefeito afastado por decisão judicial, José Bezerra Guedes, fosse notificado. Os dois têm o prazo de 15 dias para apresentação de documentos e/ou justificativas acerca das irregularidades referentes aos contratos citados . A empresa VW Comércio, Construções e Transporte Ltda. também foi notificada da decisão e pode, se achar conveniente, apresentar informações ou esclarecimentos a respeito da suspeição dos contratos licitados.

FONTE: Assessoria do TCE-AM

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Documentos & Contratos

Documentos & Contratos

Blog/coluna Coluna com documentos não revelados à população, dos governos e empresas do Amazonas.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados