Sexta, 21 de setembro de 2018
(92) 99183-2565
Geral

10/03/2018 ás 17h40 - atualizada em 12/03/2018 ás 21h47

13.703

Portal Holofote

Manaus / AM

Prédio no Distrito Industrial de Manaus deve ser a nova 'casa' dos detentos do semiaberto
Atualmente de propriedade da Afeam, espaço já foi visitado por servidores da Seap e ganha força para substituir ala que será desativada no Compaj
Prédio no Distrito Industrial de Manaus deve ser a nova 'casa' dos detentos do semiaberto
Márcio Silva

O prédio da fábrica Brasjuta, na rua Guaruba, no Distrito Industrial, em Manaus, deve ser o novo endereço dos presos do sistema semiaberto do Complexo Penitenciária Anísio Jobim (Compaj). O imóvel, que hoje está em nome Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), já foi visitado duas vezes por servidores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), promotores de justiça e servidores da Vara de Execuções Penais (VEP).


A fábrica está desativada desde 2015. No local, apenas homens de uma empresa de segurança particular cuidam da segurança patrimonial do prédio. Um segurança, que preferiu não dar detalhes, apenas confirmou que nos últimos dias a antiga fábrica tem sido visitada por autoridades.


Apesar de estar desativada,  as instalações estão conservadas e ainda abrigam todos os maquinários que também aparentam estar em bom estado. No entanto, o mato está crescendo nos arredores do prédio. Caso o local seja escolhido, deverá passar por uma adaptação para receber os presos.


A antiga fábrica fica em uma esquina e próxima a fábrica P&G, onde algumas funcionárias ficaram surpresas com a notícia que ali deverá funcionar uma unidade prisional. “Eu prefiro que eles sejam colocados bem longe daqui”, disse uma industriária de 35 anos que preferiu não se identificar.


Embora em uma área industrial, o presídio não é bem visto, principalmente porque os internos têm a liberdade de sair para trabalhar e voltar somente à noite, para dormir. Não muito distante da antiga Brasjuta está o bairro Mauazinho, onde o tráfico é comandado pelo traficante João Pinto Carioca, o “João Branco”, atualmente preso no presídio Federal de Catanduvas (PR). 


‘Nada confirmado’


Ontem (9), o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Cleitman Coelho, disse que ainda não tinha certeza de que o galpão da Brasjuta vai abrigar os presos do regime semiaberto. “Esse prédio é um dos quais estamos olhando, mas ainda não dá para dizer se vai ser lá mesmo. Ainda falta muita coisa”, afirmou. 


Por meio nota, a  assessoria de imprensa a Afeam confirmou o interesse da Seap de ter a antiga fábrica para realocar o semiaberto, mas que os acertos estão apenas iniciando e que ainda há necessidade que sejam feitas algumas consultas.


Mudança para área urbana


O anúncio de que regime semiaberto do sistema penitenciário do Amazonas vai ganhar novo endereço foi feito no início desta semana pelo juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), Ronnie Frank Stone. De acordo com ele, a transferência deve acontecer até mês que vem.


Segundo o magistrado, a mudança da unidade prisional da  área rural para uma área urbana vai possibilitar aos detentos ter maior facilidade de deslocamento e transporte, já que a maioria deles trabalha e têm dificuldades para retornar ao presídio localizado no Km 8 da BR 174. “Fica difícil para um preso, que está terminando de cumprir a pena, arrumar um trabalho na cidade e morar na estrada. Essa locomoção é muito difícil”, disse o juiz Ronnie Stone.


De acordo com o titular da Secretaria  de Estado da Administração Penitenciária (Seap), Cleitman Coelho, atualmente, os presos que estão progredindo do regime fechado para o semiaberto  já estão saindo com a tornozeleira eletrônica. Segundo ele, até ontem, cerca 600 internos estavam no regime semiaberto.


FONTE: Portal A Crítica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados