Quarta, 12 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Saúde

10/03/2018 ás 14h43 - atualizada em 12/03/2018 ás 12h01

12.782

Portal Holofote

Manaus / AM

Unimed Manaus está proibida de vender planos de Saúde pela ANS
A empresa teve sete modalidades de planos inseridas na lista dos que estão proibidos de serem comercializados. Eles abrangem quase 40 mil usuários na capital amazonense.
Unimed Manaus está proibida de vender planos de Saúde pela ANS
Reprodução/Amazonas1

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou a suspensão das vendas de 44 planos de saúde de 17 operadoras no País. Entre elas, está a Unimed de Manaus Cooperativa de Trabalhos Médicos Ltda. A empresa teve sete modalidades de planos inseridas na lista dos que estão proibidos de serem comercializados. Eles abrangem quase 40 mil usuários na capital amazonense.


Os dados foram publicados no site da ANS, nesta sexta-feira, 9, com a seguinte observação: “Atenção: não contrate os planos de saúde listados abaixo. Se receber oferta para adquirir um desses planos, denuncie à ANS”.


Os planos cujas vendas foram suspensas na capital são os seguintes: Unimed Coletivo Nacional com Obstetrícia (1.221 usuários), Unimed Coletivo Nacional Apartamento com Obstetrícia (1.691 usuários), Ambulatório+ Hospital sem Obstetrícia-Enfermaria sem Franquia Co-Participação (14.087), Ambula+ Hospital com Obstetrícia-Apartamento sem Franquia Co-Participação (5.800 usuários), Ambul+Hospital sem Obstetrícia Enfermaria sem Franquia Sem Co-parti (3.267 usuários), Ambul+Hospital com Obstetrícia Apartamento sem Franquia Sem Co-parti (10.061 usuários) e Unimed Coletivo Apartamento Com Obstetrícia; (3.011 usuários).


As suspensões são resultado de um novo ciclo do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. A medida começa a valer nesta sexta-feira, 9, e protege, segundo a ANS, cerca de 180,9 mil beneficiários em todo o Brasil. “Esses usuários continuarão a ter assistência regular, mas as operadoras ficam impedidas de vender os planos para outros interessados até que comprovem a melhoria no atendimento, informou a ANS.


O monitoramento é realizado a cada três meses. Nesse ciclo, foram consideradas as demandas recebidas no 4º trimestre de 2017.  Outros 20 planos de oito operadoras, foram reativados após sanarem irregularidades denunciadas anteriormente. Nenhuma delas está situada no Amazonas.


No período abrangido para análise, a ANS recebeu 15.487 reclamações de natureza assistencial através de seus canais de atendimento. Dessas, 13.898 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.


Em nota, a Unimed Manaus informou que já foi comunicada da decisão e está trabalhando nas melhorias dos  itens registrados pelo órgão e que suspensão da venda dos planos não afeta os beneficiários que possuem os planos de saúde da empresa.


Suspensões já ocorreram antes


Não é a primeira vez que a ANS suspende as vendas de modalidades de planos da Unimed de Manaus. Em novembro passado, fato similar ocorreu. Na ocasião, 70 mil usuários que utilizavam os planos inseridos na lista, continuaram protegidos e com os atendimentos garantidos, apesar das constantes reclamações públicas de demora na liberação de certos procedimentos pela cooperativa amazonense, a exemplo dos oncológicos e cirúrgicos, considerados de alto custo. O Amazonas1 entrou em contato com a assessoria da Unimed Manaus e aguarda retorno sobre as medidas que estão sendo adotadas para a retomada das vendas.


Nota na íntegra:


A Unimed Manaus recebeu a informação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) sobre a decisão de suspender a comercialização de alguns dos produtos do plano de saúde e já trabalha nas melhorias dos itens registrados pelo órgão.


A Unimed Manaus esclarece que a decisão da ANS não afeta os beneficiários que possuem os planos de saúde da empresa, que continuam contando com os serviços de toda a rede hospitalar e ambulatorial. Os demais produtos e serviços do portfólio da Unimed Manaus permanecem ativos no mercado conforme órgão regulador.


A direção da Unimed Manaus reitera o compromisso em prestar serviços de qualidade aos seus beneficiários.

FONTE: Amazonas1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados