Quinta, 18 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Polícia

10/03/2018 ás 17h02 - atualizada em 12/03/2018 ás 18h03

25.333

Portal Holofote

Manaus / AM

Vizinho suspeito de estuprar e degolar adolescente é linchado em Manaus
Vítima de 13 anos voltava para casa após passar a noite na residência de uma amiga, quando foi abordada pelo agressor, neste sábado. Ele foi perseguido e morto por um grupo de pessoas.
Vizinho suspeito de estuprar e degolar adolescente é linchado em Manaus
Juliana Lima Rodrigues morreu em Manaus (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma adolescente foi degolada no início da manhã deste sábado (10). Juliana Lima Rodrigues, de 13 anos, foi abordada por um homem quando voltava para casa e levada para um terreno baldio. O crime ocorreu no bairro São José Operário, na Zona Leste de Manaus. Um vizinho é suspeito de estuprar e matar a garota. Ele foi perseguido e linchado por um grupo de pessoas.


Segundo familiares da jovem, Juliana voltava para casa após passar a noite na residência de uma amiga na rua Benedito Lira, por volta das 5h30. A adolescente caminhava sozinha. Ela foi abordada por um homem a poucos metros de distância de sua casa.


"Ela vinha sozinha da casa da amiga. Era muito cedo. A rua estava vazia. Achamos que ele [vizinho] a pegou a força e levou para o terreno em frente da casa dele", contou a tia Maria Daiane Morais, de 23 anos.


Há indícios de que a adolescente teria sido violentada sexualmente. Segundo a família, a vítima foi achada sem roupas e com um corte profundo no pescoço, provavelmente feito com pedaços de vidro. A garota morreu no local do crime. Os moradores encontraram o corpo de Juliana Lima e acionaram a Polícia Militar (PM).


"Os vizinhos vieram nos chamar e, quando chegamos, vimos o corpo dela caído", disse a tia.


Os peritos da Polícia Civil estiveram no local. O Instituto Médico-Legal (IML) resgatou o corpo.


Vizinho


O suspeito do crime seria um vizinho, que tentou fugir antes da chegada dos policiais militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O homem tentou escapar pulando muros e telhados de casas da comunidade Novo Reino, que fica no bairro Tancredo Neves. O suspeito foi perseguido por um grupo de pessoas.


"Eu estava com meus dois netos em casa quando ele [suspeito] atravessou o telhado e caiu no corredor. Ele correu para quarto e mais de 30 pessoas invadiram minha casa. Tirei meus netos e não vi quando estavam matando. Quebraram tudo e furtaram meu celular", disse a dona de casa, que prefere não ser identificada.


Em uma casa na Avenida Agnelo Bitencourt, o homem se desequilibrou e caiu no quarto onde estava uma moradora com duas crianças. O grupo invadiu o imóvel e agrediu o suspeito. Ele foi atingido com pauladas, facadas e pedradas.


A Polícia Militar precisou acionar efetivo das 30ª e 9ª Cicoms para controlar a multidão que se aglomerou onde o suspeito foi linchado. Familiares do suspeito não quiseram falar.


Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e médicos constataram que o suspeito morreu.


A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investigará os crimes.

FONTE: G1-AM

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados